Compreensão de Leitura: Adequação do Exame de Proficiência a realidade dos Programas de Pós-graduação

Maria Helena Curcio Celia

Abstract


O objetivo deste trabalho é propor um formato alternativo
para uma prova de proficiência em inglês, que tradicionalmente avaliava a compreensão da leitura através da tradução. A população desta pesquisa constitui-se dos alunos de pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul(UNCE) que prestam exame de proficiência em leitura em língua inglesa. são aproximadamente 400 alunos que se apresentam anualmente para fazer o teste, que acontece no final de cada semestre. Sua idade média é 27 anos. A maioria é falante nativo de português, mas
alguns tem o espanhol como língua materna. Todos tem curso de graduação completo e estão matriculados num dos 29 programas de pós-graduação da UFRGS. A amostra é formada pelos candidatos que realizaram as provas de 27 de novembro de 1982, 25 de junho de 1983, 26 de novembro de 1983'e 22 de setembro de 1984, aos quais foram aplicados, respectivamente, o teste-piloto e o formato alternativo
(19 e 29 versies e 39 versa°, revisada). Não foram controladas as variáveis sexo e nivel sócio-econômico.
Este trabalho esta organizado em 4 partes. Na 1ª, estabelece-
se o construto teórico adotado, tendo em vista leitura
testes de compreensão da leitura. Na 2ª, trata-se do teste-piloto, explicando-se sua construção e aplicação, bem como analisando-se os resultados obtidos. A análise de necessidades e da situação alvo é o assunto da 3ª parte. O item 4 apresenta o formato alternativo e comenta os resultados da aplicaão de suas duas primeiras versões. Além disso, justifica-se a criação de sua 3ª versão (revisada) e analisam-se seus resultados.

Keywords


Língua Inglesa; Literatura Inglesa



DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Copyright (c) 1985 Maria Helena Curcio Celia

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.