Um levantamento sobre do uso de ferramentas da Web 2.0 entre os estudantes da Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina

Eduarda Bodaneze de Oliveira, Moisés Lima Dutra

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/1518-2924.2014v19n39p153

 

Nas últimas décadas, puderam-se verificar enormes mudanças nas relações sociais e grandes transformações nos sistemas de comunicação que tornaram mais rápidos os fluxos de informação por meio dos recursos da Internet. A ideia de uma Web 2.0 (a Web colaborativa) agrega ideais de colaboração, interação e participação que proporcionam, através de uma organização em rede, uma intensa produção de informação. Este trabalho analisa o uso de ferramentas da Web 2.0 pelos alunos do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina através da caracterização do perfil dos estudantes como usuários destas ferramentas, da identificação das áreas de interesse, das ferramentas mais utilizadas e das principais finalidades de uso das redes sociais Facebook, Twitter e LinkedIn. O estudo concluiu que há um grande potencial, dentro do segmento avaliado, para a troca de informações e difusão de conhecimentos através das ferramentas da Web 2.0. Além disso, estas ferramentas são vistas pelo público-alvo da pesquisa como sendo de grande utilidade, tanto para funções pessoais e de relacionamento quanto para interesses acadêmicos e profissionais.


Palavras-chave


Ferramentas Colaborativas; Tecnologias Web; Colaborative Tools; Web Technologies

Texto completo:

PDF-A

Referências


CASTELLS, Manuel. A galáxia da Internet: reflexões sobre a Internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2003. 243 p.

______. A sociedade em rede. 6 ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999. (A era da informação: economia, sociedade e cultura; v.1). 698 p.

CECCONI, Carlos. A Web semântica e nossos hábitos de navegação. In: COMITÊ GESTOR DA INTERNET NO BRASIL. Pesquisa sobre o uso das tecnologias da informação e da comunicação no Brasil: TIC domicílios e TIC empresas 2011. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2012. p. 53-61. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2013.

COMITÊ GESTOR DA INTERNET NO BRASIL. Dimensões e características da Web brasileira: um estudo do .gov.br. S.l: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2010. 93 p. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2013.

COUTINHO, Clara Pereira; BOTTENTUIT JUNIOR, João Batista. Blog e Wiki: Os Futuros Professores e as Ferramentas da Web 2.0. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE INFORMÁTICA EDUCATIVA, 9., 2007, Porto, Portugal. Blog e Wiki: Os Futuros Professores e as Ferramentas da Web 2.0. Porto, Portugal: SIIE, 2007. p. 199 - 204. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2013.

COZIC, Fréderic. Le Web 2.0 illustré en une seule image. 2007. Disponível em: Acesso em: 09 nov. 2013.

GALDO, Alessandra. Web 2.0 e colaboração científica: análise do uso científico-acadêmico por docentes de pós-graduação stricto sensu em Ciência da Informação no Brasil. 2010. 154 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação, Centro de Ciências da Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2010. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2013.

GARCIA, Thais Xavier. Tecnologias Web 2.0 em unidades de informação: serviços disponibilizados na biblioteca 2.0. 2009. 123 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Curso de Biblioteconomia, Departamento de Ciência da Informação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2009. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2013.

LÉVY, Pierre. A Inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Loyola, 1998. 212p.

NEUBERT, Patrícia da Silva. Ferramentas colaborativas da Web 2.0: uso por alunos de pós-graduação em ciência da informação na pesquisa bibliográfica. 2010. 97 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Curso de Biblioteconomia, Departamento de Ciência da Informação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2010. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2013.

O'REILLY, Tim. What is Web 2.0: design patterns and business models for the next generation of software. 2005. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2013.

PRIMO, Alex. O aspecto relacional das interações na Web 2.0. E-Compós, Brasília, v. 9, p. 1-21, 2007. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2013.

RECUERO, Raquel. Considerações sobre a Difusão de Informações em Redes Sociais na Internet. In: CONGRESSO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO DA REGIÃO SUL, 8, 2007, Passo Fundo. Anais eletrônicos... Passo Fundo, 2007. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2013.

RECUERO, Raquel; ZAGO, Gabriela. “RT por favor”: Considerações sobre a difusão de informações no Twitter. Revista Fronteiras – estudos midiáticos, v. 12, n. 2, p. 69-81, 2010. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2013.

ROCHA, Maria Célia Furtado; PEREIRA, Gilberto Corso. De consumidor a produtor de informação: participação pública no contexto da nova cultura tecnológica. Cadernos PPG-AU/FAUFBA, v. 1, p. 73-86, 2010. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2013.

SANTOS, Francisco Coelho Dos; CYPRIANO, Cristina Petersen. Blogs e Wikis: duas formas de colaboração em redes sociais. Ciência em Movimento: Educação e Direitos Humanos, Ano XIII, n. 26, 2011. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2013.

STEIN, Carlos Efrain; LOESCH, Claudio. Estatística descritiva e teoria das probabilidades. Blumenau: Edifurb, 2008. 214 p.

WIKIPEDIA. Web 2.0. Disponível em: . Acesso em: 09 nov. 2013.




DOI: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2014v19n39p153



Direitos autorais 2014 Eduarda Bodaneze de Oliveira, Moisés Lima Dutra

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1518-2924.

Conteúdos do periódico licenciados sob uma Licença Creative Commons 4.0 By  (mais informação)