Repositórios de dados de pesquisa na Espanha: breve análise

Autores

  • Fernanda Passini Moreno Universidade de Brasília, UnB

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2018v23n53p52

Palavras-chave:

Ciência Aberta, Metadados, Registro de repositório de dados de pesquisa

Resumo

A pesquisa aqui relatada investigou as características dos dados de pesquisa no cenário espanhol. Foram selecionados repositórios exclusivamente espanhóis registrados no diretório re3data.org a fim de identificar o uso de sistemas de informação/infraestrutura, a tipologia de dados e metadados relacionados, bem como as áreas mais representativas na disponibilização dos dados. Trata-se de pesquisa descritiva e qualitativa. Após a definição da amostra, foram analisados aspectos relacionados à distribuição de áreas de conhecimento, ao software utilizado, ao padrão de metadados e aos tipos de conteúdo. A amostra selecionada apresenta elementos representativos para fomentar discussões com a literatura: maior ocorrência da área de Humanidades e Ciências Sociais; utilização do DSpace como software e Dublin Core como padrão de metadados. As discussões finais e sugestões de estudos futuros incluem, entre outros aspectos, verificação posterior dos tipos de conteúdo presentes de fato nos repositórios registrados no diretório e a relação entre área de conhecimento, tipo de conteúdo e padrão de metadados.

Biografia do Autor

Fernanda Passini Moreno, Universidade de Brasília, UnB

Possui graduação em Biblioteconomia e Ciência da Informação pela Universidade Federal de São Carlos (2003). Possui mestrado (2006) e doutorado (2011) em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília e é Professora Adjunta (DE) na mesma Universidade. É membro do Grupo dos Grupos de Pesquisa "Representação e Organização da Informação e do Conhecimento? (EROIC) e "Publicações Eletrônicas" cadastrados no Diretório do CNPq e certificado pela Instituição. Foi vice-coordenadora do GT2 Organização e Representação do Conhecimento da ANCIB (2013-2014). Atuou como professora assistente efetiva na Universidade Federal de Goiás (UFG), com carga horária de 20 hs. Atuou como Consultora do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, desenvolvendo material didático e ministrando cursos sobre o Sistema de Editoração Eletrônico de Revistas (SEER) e, posteriormente, como bolsista PCI no projeto "Monitoramento e prospecção de ferramentas que promovam o acesso livre da informação em ciência e tecnologia nacional". Ministrou mini-cursos na área de Representação Descritiva sobre os Requisitos Funcionais para Registros Bibliográficos (FRBR). Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Representação Descritiva e Comunicação Científica.

Referências

AMORIM, R.C. et al. A comparison of research data management platforms: architecture, flexible metadata and interoperability. Univ Access Inf Soc, vol. 1, n.12, 2016. Disponível em: Acesso em: 08 mar 2017. doi:10.1007/s10209-016-0475-y

BHATTACHARYA, S. G. P. K. Insight into issue of Permanent Accesse to the Records of Science in Europe (PARSE.Insight). International Conference on Digital Libraries (ICDL) 2013: Vision 2020:Looking back 10 years and forging new frontiers, vol. 1. New Delhi: TERI, 2013.

BHATTACHERJEE, A. Social science research: principles, methods, and practices. Florida: USF, 2012.

BORGMAN, C. L. The conundrum of sharing research data. Journal of the American Society for Information Science and Technology, New York, v. 63, n. 6, p. 1059-1078, Jun. 2012. Disponível em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/asi.22634/full . Acesso em: 15 jul. 2016.

BUDAPEST Open Access Initiative (2002). Disponível em: http://www.budapestopenaccessinitiative.org/read Acesso em: 10 de maio de 2016.

DEUTSCHE FORSCHUNGSGEMEINSCHAFT. DFG Classification of Scientific Disciplines, Research Areas, Review Boards and Subject Areas (2016-2019). Disponível em: http://www.dfg.de/download/pdf/dfg_im_profil/gremien/fachkollegien/amtsperiode_2016_2019/fachsystematik_2016-2019_en_grafik.pdf. Acesso em: 03 mar. 2017.

eIRG eINFRASTRUCTURE REFLECTION GROUP. Best Practices for the use of e-Infrastructures by large-scale research infrastructures. (2015). Disponível em: http://e-irg.eu. Acesso em: 20 de jun de 2016.

FECHER, B.; FRIESIKE, S.Open Science: One Term, Five Schools of Thought. Berlim: German Data Forum (RatSWD), 2013. Disponível em: www.ratswd.de/dl/RatSWD_WP_218.pdf . Acesso em: 20 de maio de 2015.

FLATHERS, E.; KENYON, J., GESSLER, P. E. A service-based framework for the OAIS model for earth science data management. Earth Sci Inform, 2017, p. 1–11. Disponível em: http://link.springer.com/article/10.1007/s12145-017-0297-3 doi 10.1007/s12145-017-0297-3

FOSTER. Facilitate Open Science Training for European Research (2016). Disponível em: https://www.fosteropenscience.eu/ . Acesso em: 20 de maio de 2016.

GÓMEZ, N.; MÉNDEZ, E.; HERNÁNDEZ-PÉREZ, T. Social Sciences and Humanities research data and metadata: a perspective from thematic data repositories. El profesional de la información, v. 25, n. 4, pp. 545-555, 2016. Disponpivel em: http://dx.doi.org/10.3145/epi.2016.jul.04. Acesso em: 30 jan 2017.

GRUPO DE TRABAJO DE “DEPÓSITO Y GESTIÓN DE DATOS EN ACCESO ABIERTO” DEL PROYECTO RECOLECTA. La conservación y reutilización de los datos científicos en España. Informe del grupo de trabajo de buenas prácticas [en línea] Madrid: Fundación Española para la Ciencia y la Tecnología, FECYT (2012) Disponível em: www.fecyt.es . Acesso em: 20 fev. 2017.

HERNÁNDEZ-PEREZ, T.; GARCÍA-MORENO, M. A. Datos abiertos y repositorios de datos: nuevo reto para los bibliotecarios. El profesional de la información, vol. 22, n.3, p. 259 – 263, 2013.

KINDLING, M. et al. The Landscape of Research Data Repositories in 2015: A re3data Analysis. D-Lib Magazine, vol. 23, n. 3/4, mar/abril 2017. Disponível em: http://www.dlib.org/dlib/march17/kindling/03kindling.html#21. Acesso em: 10 mar 2017.

MURRAY-RUST, P. Open Data in Science. Serials Review, Vol. 34, n. 1, 2008.

OBSERVATORIO IUNE. Informe IUNE 2016: Actividad investigadora de la universidad española. Disponível em: http://www.informes.iune.es/Informe%20IUNE%202016.pdf . Acesso em: 20 abr 2017.

OLSON, G.M.; ZIMMERMAN, A.; BOS, N. Scientific collaboration on the Internet.Cambridge: MIT Press, 2008.

PANTON PRINCIPLES. Disponível em: <http://pantonprinciples.org/>. Acesso em: 02 maio. 2017.

PATTON, M. Q. Qualitative Evaluation. In: Encyclopedia of Social Science Research Methods. Thousand Oaks, CA : SAGE Publication, 2007. Disponível em: http://sk.sagepub.com/reference/socialscience/n781.xml

RODRIGUES, E. et al. RepositóriUM: implementação do DSpace em português: lições para o futuro e linhas de investigação. CONFERÊNCIA DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, 5, Lisboa, 2004 - "CAPSI 2004 : actas da 5ª conferência" [CD-ROM]. Lisboa : APSI, 2004. Disponível em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/679 . Acesso em: 26 fev. 2017.

RÜCKNAGEL, J. et. al. Metadata Schema for the Description of Research Data Repositories, v.3.0, dez 2015. Disponível em: http://gfzpublic.gfz-potsdam.de/pubman/item/escidoc:1397899:6/component/escidoc:1398549/re3data_schema_documentation_v3_0.pdf. Acesso em: 13 mar. 2017. doi: http://doi.org/10.2312/re3.008

SAYÃO, L. F.; SALES, L. F. Algumas considerações sobre os repositórios digitais de dados de pesquisa. Inf. Inf., Londrina, v. 21, n. 2, p. 90 – 115, maio/ago, 2016. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/27939/20122 . Acesso em: 16 maio 2017.

WILLIS, C.; GREENBERG, J.; WHITE, H. Analysis and Synthesis of Metadata Goals

for Scientific Data. Journal of the American Society for Information Science and Technology, vol. 63, n. 8, 2012, p. 1505–1520.

ZHI-FENG, Z. The Study on Distribution of Research Data Repositories Based on Resources Directory Websites. In: International Conference on Economic Management and Trade Cooperation (EMTC 2014). Disponível em: http://www.atlantis-press.com/php/download_paper.php?id=11753. Acesso em: 25 mar 2017.

Downloads

Publicado

2018-09-06

Como Citar

Moreno, F. P. (2018). Repositórios de dados de pesquisa na Espanha: breve análise. Encontros Bibli: Revista eletrônica De Biblioteconomia E Ciência Da informação, 23(53), 52-63. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2018v23n53p52