A construção de um plano de classificação arquivístico colaborando com a inovação incremental

Autores

  • Evelin Mintegui Doutoranda do Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de Santa Catarina (PGCIN-UFSC). Professora do Curso de Arquivologia da Universidade Federal do Rio Grande (FURG)
  • Bruna dos Santos Ávila Arquivista graduada pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG)
  • Cezar Karpinski Professor do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina e de seu Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PGCIN-UFSC)

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2018v23nespp16

Palavras-chave:

Organização do Conhecimento, Plano de Classificação, Identificação Arquivística, Inovação

Resumo

Este trabalho trata da construção do plano de classificação de documentos de arquivo em uma entidade, utilizando a metodologia de identificação arquivística. Os resultados do levantamento de tipologias produzidas subsidiaram a criação de um plano de classificação funcional e possibilitaram a detecção de processos não normatizados, bem como algumas discrepâncias entre a produção de documentos normatizada e a real. Considera-se que a metodologia contribuiu com a inovação incremental, uma vez que está se caracteriza por melhoramentos a produtos /processos já existentes.

Referências

ARQUIVO NACIONAL (Brasil). Dicionário Brasileiro de Terminologia Arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2005.

ASSOCIAÇÃO DOS ARQUIVISTAS BRASILEIROS. Dicionário de Terminologia Arquivística. São Paulo, 1996.

BELLOTTO, H. Arquivos permanentes: tratamento documental. Rio de Janeiro: FGV, 2004.

CAMISÓN, C.; LÓPEZ, A. V. Non-technical innovation: Organizational memory and learning capabilities as antecedente factors with effects on sustained competitive advantages. Industrial Marketing Management, v. 40, p. 1294-1304, 2011.

CAPUANO, E. A. Fontes de Informação sobre Conceitos e Indicadores de Inovação. 2015. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/272415293_Fontes_de_Informacao_sobre_Conceitos_e_Indicadores_de_Inovacao>. Acesso em: 18 jan. 2017.

DAMANPOUR, F. Organizational Innovation. Oxford Research Encyclopedia of Business and Management. Disponível em: <http://business.oxfordre.com/view/10.1093/acrefore/9780190224851.001.0001/acrefore97801>. Acesso em: 01 nov. 2017.

FANG, S. H. et al. Relationship learning and innovation: The role of relationship-specific memory. Industrial Marketing Management, v. 40, p. 743-753, 2011.

LEE, W. L. et al. Value creation potential of individual and organizational memory in health care services. Expert Systems with Applications, v. 38, p. 10658-10664, 2011.

LEMOS, C. Inovação na era do conhecimento. In: LASTRES, Helena; ALBAGLI, Sarita (Org.). Informação e globalização na era do conhecimento. Rio de Janeiro: Campus, 1999. p. 122-144.

OCDE. Manual de Oslo. Diretrizes para coleta e interpretação de dados sobre inovação tecnológica. FINEP: [s.l.], 2006.

RODRIGUES, A. C. Identificação arquivística como requisito metodológico do Programa de Gestão de Documentos do Governo do Estado do Rio de Janeiro (PGD-RJ): reflexões sobre a construção teórica dos procedimentos e instrumentos. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 13., 2012, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro, 2012. Disponível em: <http://www.eventosecongressos.com.br/metodo/enancib2012/arearestrita/pdfs/19564.pdf.> Acesso em: 27 mai. 2016.

ROUSSEAU, J-Y.; COUTURE, C. Os fundamentos da disciplina arquivística. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1998.

SCHELLENBERG, T. Arquivos modernos: princípios e técnicas. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

SOUSA, R. T. B. de. A classificação como função matricial do que-fazer arquivístico. In: SANTOS, Vanderlei Batista dos (Org.). Arquivística: temas contemporâneos. 2. ed. Distrito Federal: Senac, 2008. p. 78-172.

TIRONI, L. F.; CRUZ, B. de O. Inovação incremental ou radical: há motivos para diferenciar? Uma abordagem com dados da Pintec. 2008. IPEA - Texto para discussão nº 1360. Disponível em: <http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/1537/1/TD_1360.pdf>. Acesso em: 27 mar. 2017.

Downloads

Publicado

2018-06-20

Como Citar

Mintegui, E., Ávila, B. dos S., & Karpinski, C. (2018). A construção de um plano de classificação arquivístico colaborando com a inovação incremental. Encontros Bibli: Revista eletrônica De Biblioteconomia E Ciência Da informação, 16-24. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2018v23nespp16