Por uma promoção democrática e dialógica da leitura

Autores

  • Hélio Márcio Pajeú Professor adjunto da Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Ciência da Informação, Recife, Brasil https://orcid.org/0000-0002-0657-1088
  • Wérleson Alexandre de Lima Santos Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2021.e78364

Palavras-chave:

Direitos humanos, Promoção do livro e da leitura, Direito à informação.

Resumo

Objetivo: O artigo tem como intuito traçar uma discussão teórica sobre os caminhos e ideais necessários para uma democratização dialógica da leitura e para sua promoção enquanto um direito humano.  

Método: As reflexões são tecidas em diálogo com textos de autores que tratam da leitura como ato social, ideológico e político, por meio de uma revisão bibliográfica.

Resultado: É visto como as condições sociais colaboram para o desenvolvimento das práticas de leitura, sua concepção dentro de um orbe ideológico, bem como seu poder político como ferramenta de conscientização social e como instrumento de ameaça a manutenção hegemônica do poder.

Conclusões: É necessária uma defesa a promoção da leitura arquitetada na dialogia, como fundamento de constituição da cidadania e fortalecimento da democracia. Isso apresenta-se como dever de todo profissional mediador de cultura e informação, como forma de garantir a plenitude do exercício de direitos pelo povo.

Referências

ABREU, M. Cultura letrada: literatura e leitura. São Paulo: UNESP, 2006.

ARENDT, H. Origens do totalitarismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. 13 ed. São Paulo: Hucitec, 2009.

BAKHTIN, M. Para uma filosofia do ato responsável. São Carlos: Pedro & João, 2010.

BARZOTTO, V. H.; BRITTO, L. P. L. Promoção da leitura x mitificação da leitura. Boletim ALB, Rio de Janeiro, n. 3, 3 p., ago. 1998.

BRITTO, L. P. L. Leitura e política. In: EVAGELISTA, A. A.; BRANDÃO, H. M. B.; MACHADO, M. Z. V. A escolarização da leitura literária: o jogo do livro infantil e juvenil. Belo Horizonte: Autêntica, 1999. p. 76-91.

BRITTO, L. P. L. Leitura: acepções, sentidos e valor. Nuances: estudos sobre educação, São Paulo, v. 21, n. 22, p. 18-31. jan./abr. 2012. Disponível em: http://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/view/1619/1555. Acesso em: 15 set. 2018.

CARVALHO, K. de. Comunicação impressa, biblioteca, contexto social. Ci. Inf., Brasília, v. 16, n. 1, p. 41-44, jan./jun. 1987.

DICIO. Leitura. Dicio: dicionário online de português. Disponível em: https://www.dicio.com.br/leitura/. Acesso em: 05 out. 2018

FREIRE, P. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 49. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

FREITAS, M. A. de; SILVA, V. B. de. Bibliotecas públicas brasileiras: panorama e perspectivas. Rev. Digit. Bibliotecon. Ciec. Inf., Campinas, SP, v.12, n.1, p. 123-146, jan./abr., 2014. Disponível em: http://sbu.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci. Acesso em: 05 jan. 2019.

GERALDI, J. W. Ancoragens: estudos bakhtinianos. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010.

GOULEMOT, J. M. Da leitura como produção de sentidos. In: CHARTIER, R. (Org.). Práticas de leitura. São Paulo: Estação Liberdade, 2006. p. 107-116.

LAFER, C. A reconstrução dos direitos humanos: a contribuição de Hannah Arendt. Estud. av., vol.11, n.30 São Paulo May/Aug. 1997. p. 55-65

MAAR, W. L. O que é política? São Paulo: Braziliense, 2013.

MELO, J. M. de. Os meios de comunicação de massa e o hábito de leitura. In: BARZOTTO, V. H. (org.). Estado de leitura. São Paulo: Associação da Leitura do Brasil, 1999. p. 61-94.

MIRANDA, A. A missão da biblioteca pública no Brasil. Revista de Biblioteconomia de Brasília, v. 6, n. 1, jan./jun., p. 69-75, 1978.

PETIT, M. Os jovens e a leitura: uma nova perspectiva. São Paulo: Editora 34, 2009. 192 p.

PONZIO, A. A concepção bakhtiniana do ato como dar um passo. In: BAKHTIN, M. Para uma filosofia do ato responsável. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010. p. 9-40.

PONZIO, A. No círculo com Mikhail Bakhtin. Tradução aos cuidados de Valdemir Miotello, Hélio M. Pajeú, Carlos A. Turati e Daniela M. Mondardo. São Carlos: Pedro & João, 2013.

ROSENFIELD, D. L. O que é democracia. São Paulo: Editora Brasiliense, 2006.

ZILBERMAN, R. Sociedade e democratização da leitura. In: BARZOTTO, V. H. (org.). Estado de leitura. São Paulo: Associação da Leitura do Brasil, 1999. p. 31-46.

Publicado

2021-06-07

Como Citar

Pajeú, H. M. ., & Santos, W. A. de L. (2021). Por uma promoção democrática e dialógica da leitura . Encontros Bibli: Revista eletrônica De Biblioteconomia E Ciência Da informação, 26, 1-18. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2021.e78364