Instrumento para análise crítica de relatórios de pesquisas: teses e dissertações

Autores

  • Nivaldo Calixto Ribeiro Universidade Federal de Lavras / Universidade Federal de Minas Gerais https://orcid.org/0000-0003-0650-0121
  • Sarah Rúbia de Oliveira Santos Universidade Federal de Minas Gerais
  • Gracilene Maria de Carvalho Universidade Federal de Minas Gerais
  • Rômulo de Barros Teixeira Universidade Federal de Minas Gerais
  • Benildes Coura Moreira dos Santos Maculan Universidade Federal de Minas Gerais
  • Beatriz Valadares Cendón Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2021.e78678

Palavras-chave:

Metodologia científica, Relatórios de pesquisa, Teses e dissertações

Resumo

Objetivo: Este artigo tem como objetivo apresentar um instrumento de análise crítica de um tipo específico de relatórios de pesquisa: teses e dissertações.

Metodologia: Trata-se de um instrumento desenvolvido para realização de uma atividade da disciplina Metodologia de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Gestão & Organização do Conhecimento da Universidade Federal de Minas Gerais (PPGGOC/UFMG), no primeiro semestre de 2019. A finalidade do instrumento foi analisar a aderência de uma pesquisa científica às recomendações de Creswell (2014) e outras obras que abordam a metodologia científica. É composto por nove itens, subdivididos em 67 critérios, em formato de perguntas. Para avaliação, em cada critério é necessária uma marcação em uma escala do tipo Likert, de 5 pontos, ou seja, o valor 1 é correspondente à apresentação mais fraca do critério e o valor 5, à mais forte. Como recurso alternativo, foi inserida no instrumento a opção “Não se aplica (N/A)” para aqueles critérios em que o avaliador entende que não condiz com a proposta estrutural da pesquisa.

Resultados: Após o relato das bases para o desenvolvimento e exposição do instrumento, o artigo apresenta seu teste por meio da sua aplicação na avaliação de uma tese e de uma dissertação.

Conclusões: Conclui-se que o instrumento se mostrou adequado para a finalidade proposta, avaliação de relatórios de pesquisa de teses e dissertações, com a recomendação de que o estilo do autor e a especificidade de cada investigação devam ser levados em consideração.

Biografia do Autor

Nivaldo Calixto Ribeiro, Universidade Federal de Lavras / Universidade Federal de Minas Gerais

Doutorando em Gestão e Organização do Conhecimento pela Universidade Federal de Minas Gerais. Mestre em Administração, linha de pesquisa em Gestão Estratégica, Marketing e Inovações. Graduação em Biblioteconomia (2002) e Especialista em Gestão do Conhecimento e Tecnologia da Informação pelo Centro Universitário de Formiga (2006). Foi professor colaborador do Centro Universitário de Formiga, da Escola Superior em Meio Ambiente, bibliotecário da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e atualmente é Bibliotecário da Universidade Federal de Lavras. Tem experiência em bibliotecas universitárias, atuando principalmente nos seguintes áreas: redes sociais, relações interorganizacionais, Ciência aberta, open Science, metricas alternativas.

Sarah Rúbia de Oliveira Santos, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestranda no Programa de Pós-graduação em Gestão e Organização do Conhecimento da Universidade Federal de Minas Gerais (PPG-GOC/UFMG). Bacharela em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

Gracilene Maria de Carvalho, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Gestão e Organização do Conhecimento da Escola Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais (PPG-GOC/UFMG). Bacharel em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Bibliotecária da Universidade Federal de Ouro Preto.

Rômulo de Barros Teixeira, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Gestão e Organização do Conhecimento da Universidade Federal de Minas Gerais (PPG-GOC/UFMG). Bacharel em Biblioteconomia pela UFMG e Tecnólogo em Processos Gerenciais pelo Instituto Federal de Educação de Minas Gerais (IFMG). Pós-graduado em Gestão Estratégica da Informação pela UFMG e Pós-graduado em Gestão Pública pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG).

Benildes Coura Moreira dos Santos Maculan, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutorado em Ciência da Informação pela Escola de Ciência da Informação (ECI) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), do Departamento de Organização e Tratamento da Informação. Professora Adjunto do Programa de Pós Graduação em Gestão & Organização do Conhecimento (PPGGOC) da Escola de Ciência da Informação (ECI) da Universidade Federal de Minas (UFMG).

Beatriz Valadares Cendón, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutorado em Information Science pela University of Texas at Austin. Professora Titular do Programa de Pós Graduação em Gestão & Organização do Conhecimento (PPGGOC) da Escola de Ciência da Informação (ECI) da Universidade Federal de Minas (UFMG).

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro, RJ: ABNT, 2018.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6028: informação e documentação: resumo: apresentação. Rio de Janeiro, RJ: ABNT, 2003.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: Informação e documentação: Trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro, RJ: ABNT, 2011.

BABBIE, E. R. The practice of social research. Belmont: Wadsworth Publishing, 2012.

BOTELHO, L. L. R.; CUNHA, C. C. de A.; MACEDO, M. O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e Sociedade, n. 5, v. 11, p. 121-136. Disponível em: https://doi.org/10.21171/ges.v5i11.1220. Acesso em: 14 set. 2020.

CRESWELL, J. W. Investigação qualitativa e projeto de pesquisa escolhendo entre cinco abordagens. 3. ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 3. ed. Porto Alegre, RS: Artmed, 2010.

CRESWELL, J. W. Research design: qualitative, quantitative, and mixed methods approaches. 4. ed. Thousand Oaks: Sage, 2014.

DESLANDES, S. F. A construção do projeto de pesquisa. In. MINAYO, M. C. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 34. ed. Petrópolis: Vozes, 2015. Cap. 2. p. 31-60.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. Rio de Janeiro: Atlas, 2018. 169 p.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2012. 200 p.

GUIMARÃES, J. A. C. O resumo como instrumento para a divulgação e a pesquisa científica. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v.11, n.1, p.3-16, Jan.-Abr. 2005. Disponível em: https://www.abpee.net/pdf/artigos/art-11-1-1.pdf. Acesso em: 10 jan. 2021.

LUNARDELLI, R. S. A.; PAIVA, A. D. C. KAWAKAMI, T. T. Os resumos e suas especificidades em periódicos brasileiros da Ciência da Informação. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianópolis, v. 25, p. 01-17, 2020. DOI: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2020.e65367OS. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2020.e65367. Acesso em: 10 jan. 2021.

MINAYO, M. C. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 34. ed. Petrópolis: Vozes, 2015.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas de pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo, RS: Feevale, 2013. 274 p.

TRANFIELD, D.; DENYER, D.; SMART, P. Towards a methodology for developing evidence-informed management knowledge by means of systematic review. British Journal of Management, v. 14, p. 207–222, 2003. Disponível em: https://doi.org/10.1111/1467-8551.00375. Acesso em: 17 set. 2020.

ROESCH, S. M. A. Projetos de estágio e de pesquisa em administração: guia para estágios, trabalhos de conclusão, dissertação e estudos de caso. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

TOZONI-REIS, M. F. C. Metodologia da Pesquisa. 2. ed. Curitiba: IESDE Brasil, 2009.

TOUTAIN, L. M. B. (Org.). Para entender a ciência da informação. Salvador: EDUFBA, 2007. 42 p. (Sala de aula; 5). Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ufba/145. Acesso em: 2 set. 2020.

UNIVERSITY OF MICHIGAN MEDICAL SCHOOL. John W. Creswell, Ph. D. Michigan, 2020. Disponível em: https://medicine.umich.edu/dept/family-medicine/john-w-creswell-phd. Acesso em: 14 ago. 2020.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 16. ed. São Paulo, SP: Atlas, 2016. 94 p.

WILKINSON, A. M. The scientist’s handbook for writing papers and dissertations. Englewood Cliffs, NJ: Prentice Hall, 1991.

Publicado

2021-03-16

Como Citar

Ribeiro, N. C., Santos, S. R. de O. ., Carvalho, G. M. de ., Teixeira, R. de B. ., Maculan, B. C. M. dos S. ., & Cendón, B. V. . (2021). Instrumento para análise crítica de relatórios de pesquisas: teses e dissertações: . Encontros Bibli: Revista eletrônica De Biblioteconomia E Ciência Da informação, 26, 01-25. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2021.e78678

Edição

Seção

Artigo