Automação da indexação: evidências e tendências da produção científica indexada na Brapci

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2023.e91956

Palavras-chave:

Indexação Automática, Indexação Semiautomática, Indexação auxiliada por Máquina, Representação Temática da Informação, Produção Científica

Resumo

Objetivo: As atividades que os profissionais Bibliotecários desempenham estão se adaptando às novas formas de comunicação e às demandas modernas dos usuários. Dentre essas atividades, tem-se a indexação. O presente artigo possui o objetivo de descrever o panorama de produção científica e as tendências de pesquisa sobre os estudos voltados para a indexação automática, semiautomática e auxiliada por computador, indexada na Base de Dados Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação (Brapci), no período de no período de 1972 a 2021.

Método: Caracteriza-se como exploratória e bibliográfica com fins descritivos, uma vez que descreve e detalha a produção científica sobre os temas “indexação automática”, “indexação semiautomática” e “indexação auxiliada por máquina” indexada na Brapci.

Resultado: Por meio da análise desse corpus, foi possível identificar os pesquisadores que mais produziram sobre a temática em questão, bem como os periódicos que mais tratam da referida temática, além disso, perceberam-se os períodos de tempo mais fecundos à produção de trabalhos relacionados com a automação da indexação e as palavras-chave utilizadas à indexação do corpus analisado, as quais, juntamente com os resumos, sinalizaram as tendências de estudos nessa vertente.

Conclusões: Há uma tendência de estudos voltados à indexação totalmente automática, dando ênfase aos métodos semânticos e não apenas estatísticos, fazendo uso de recursos advindos da Inteligência Artificial. Poucas propostas de indexação semiautomática foram evidenciadas. Propostas promissoras na prática da representação temática da informação de forma automática em curtos espaços de tempo se apresentam hodiernamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gracy Kelli Martins, Federal University of Paraíba

Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) Marília/SP, Mestra em Ciência da Informação pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB, Graduada em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE. Atualmente é professora adjunta no Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba -PB, Professora Permanente no Programa de Pós-Graduação em Biblioteconomia (PPGB/UFCA) e no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI/UFPB). É líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Mediação da Informação, Representação e Marcadores Sociais da Diferença (GeMinas/UFPB) e Coordenadora adjunta da Comissão de Acolhimento, Informação e Enfrentamento à Violência de Gênero (DCI/UFPB). Atua nas áreas de Organização e Representação da Informação/ Conhecimento; Representação e Mediação da Informação; Estudos de gênero; Fundamentos teóricos e memória na Biblioteconomia e Ciência da Informação.

Maria Elizabeth Baltar Carneiro de Albuquerque, Federal University of Paraíba

Professora Titular do Departamento de Ciência da Informação e do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba. 

Referências

ALMEIDA JÚNIOR, O. F. de. Mediação da informação: um conceito atualizado. In: BORTOLIN, S.; SANTOS NETO, J. A.; SILVA, R. J. (Org.). Mediação oral da Informação e da leitura. Londrina: Abecin, 2015. p. 9-32.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 12.676: Métodos para análise de documentos – determinação de seus assuntos e seleção de termos de indexação. Rio de Janeiro: ABNT, 1992.

BORGES, G. S. B. Indexação automática de documentos textuais: proposta de critérios essenciais. 2009. 113 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Ciência da Informação. Minas Gerais, 2009.

BUFREM, L. S.; FREITAS, J. L.; NASCIMENTO, B. S. Autoria e pesquisa em organização do conhecimento: análise da produção científica em ciência da informação. Em Questão, Porto Alegre, v. 20, n. 3, 2014. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/49281. Acesso em: 29 ago. 2021.

CUNHA, Murilo Bastos da; CAVALCANTI, Cordélia Robalinho de Oliveira. Dicionário de Biblioteconomia e Arquivologia. Brasília: Briquet de Lemos, 2008. xvi, 451 p.

DIAS, E. W.; NAVES, M. M. L. Análise de assunto: teoria e prática. Brasília: Thesaurus, 2007. 116 p. (Estudos Avançados em Ciência da Informação, 3).

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo Aurélio século XXI: o dicionário da língua portuguesa. 3 Curitiba: Editora Positivo, 2004, 2120 p.

FREITAS JÚNIOR, N. et al. Indexação semiautomática de publicações através de técnicas de mineração de texto. In: CONGRESSO NACIONAL DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO, 12, 2016, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: UFF, 2016. Disponível em: http://www.inovarse.org/sites/default/files/T16_222.pdf. Acesso em: 04 set. 2021.

FUJITA, M. S. L. A identificação de conceitos no processo de análise de assunto para indexação. Revista Digital de Biblioteconomia & Ciência da Informação, v. 1, n. 1, p. 60-90, 2003. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/v/40149. Acesso em: 15 set. 2021.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas S/A, 2002.

GUIMARÃES, J. A. C. Indexação em um contexto de novas tecnologias. [S.l.: s.n.], 2000. 10 p. Texto Didático.

GUIMARÃES, J. A. C.; SALES, R.; GRÁCIO, M. C. C. A dimensão interdisciplinar da análise documental nos contextos brasileiro e espanhol no âmbito da organização do conhecimento. DataGramaZero, v. 13, n. 6, 2012. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/7992. Acesso em: 15 set. 2021.

LANCASTER, F. W. Indexação e Resumos: teoria e prática. Tradução de Antonio Agenor Briquet de Lemos. 2. ed. revista e atualizada. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 2004.

MACIAS-CHAPULA, C. A. O papel da informetria e da cienciometria e sua perspectiva nacional e internacional. Ciência da Informação, v. 27, n. 2, p. 134-140, 1998.

MICHEL, M. H. Metodologia e pesquisa científica em Ciências Sociais: um guia prático para acompanhamento da disciplina e elaboração de trabalhos monográficos. 2. ed. São Paulo, Atlas, 2009.

NARUKAWA, C. M. Estudo de vocabulário controlado na indexação automática: aplicação no processo de indexação do Sistema de Indización Semiautomática (SISA). 2011. 222 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, 2011. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/93677. Acesso em: 04 set. 2021.

NARUKAWA, C. M.; GIL-LEIVA, I.; FUJITA, M. S. L. Indexação automatizada de artigos de periódicos científicos: análise da aplicação do software sisa com uso da terminologia decs na área de odontologia. Informação & Sociedade: Estudos, v. 19, n. 2, 2009. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/91939. Acesso em: 15 set. 2021.

PINTO, V. B. Indexação documentária: uma forma de representação do conhecimento registrado. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 6, n. 2, 2000. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/37708. Acesso em: 04 set. 2021.

PINTO, V. B.; MEUNIER, Jean-Guy; SILVA NETO, C. A contribuição peirciana para a representação indexal de imagens visuais. Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, n. 25, p. 15-35, 1º sem. 2008. Disponível em: http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1153/878 Acesso em: 31 ago. 2021.

REDIGOLO, F. M.; SILVA, M. V. A representação temática como mediadora implícita da informação em bibliotecas universitárias. Ponto de Acesso, v. 11, n. 2, p. 49-69, 2017. DOI: 10.9771/rpa.v11i2.14307. Acesso em: 29 maio 2022.

ROBREDO, J. Documentação de hoje e de amanhã: uma abordagem revisitada e contemporânea da Ciência da Informação e de suas aplicações biblioteconômicas, documentárias, arquivísticas e museológicas. 4. ed. rev. e ampl. Brasília: Edição de autor, 2005.

SANTOS, R. M. G. D.; COSTA, L. F. Usabilidade na ciência da informação: uma análise da produção científica. Prisma.com (Portugal), n. 19, p. 97-124, 2012. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/64674. Acesso em: 11 set. 2021.

SARACEVIC, T. Ciência da informação: origem, evolução e relações Perspec. Ci. Inf., Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 41-62, jan./jun. 1996. Disponível em: https://www.brapci.inf.br/_repositorio/2017/07/pdf_7810a51cca_0000015436.pdf. Acesso em: 09 ago. 2021.

SILVA, M. R.; FUJITA, M. S. L. A prática de indexação: análise da evolução de tendências teóricas e metodológicas. Transinformação, Campinas. v. 16, n. 2, p. 133-161, maio./ago., 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tinf/a/cNngvqQdWfBGrJtLSdLRKnP/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 13 jul. 2021.

VIEIRA, S. B. Indexação automática e manual: revisão de literatura. Ciência da Informação, v. 17, n. 1, 1988. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/v/20414. Acesso em: 28 ago. 2021.

Publicado

2023-04-06

Como Citar

NASCIMENTO, Gustavo Diniz do; MARTINS, Gracy Kelli; ALBUQUERQUE, Maria Elizabeth Baltar Carneiro de. Automação da indexação: evidências e tendências da produção científica indexada na Brapci . Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 28, p. 1–20, 2023. DOI: 10.5007/1518-2924.2023.e91956. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/91956. Acesso em: 20 maio. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.