Leitura reflexiva para igualdade de gênero: um relato de experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2023.e92908

Palavras-chave:

Práticas de leitura, Pensamento crítico, Igualdade de gênero, Injustiça epistêmica, Teorias feministas

Resumo

Objetivo: Relatar a experiência do projeto de extensão “Leitura reflexiva para igualdade de gênero” desenvolvido entre maio e agosto de 2022.

Método: O projeto se fundamenta teoricamente nas teorias feministas, no conceito de bem-viver, de injustiça epistêmica, de competência crítica em informação e de mediação da leitura e usa o método da educadora Bell Hooks de prática educativa baseada em aceitação, afetos e diálogo como meio de se atingir uma formação emancipadora. Ele foi idealizado, colaborativamente, por uma docente e seis discentes e consistiu em seis encontros de leitura, aos sábados, no Skate Parque.

Resultado: Os resultados incluem dificuldades e acertos. Por um lado, não houve participantes de fora do grupo, apesar da divulgação, indicando que ele não conseguiu envolver o público externo; por outro, as discentes relatam desenvolvimento de leitura e de interpretação de texto, além de aumento da segurança para se expressar. Para elas, o projeto proporcionou acesso diferenciado à leitura e promoveu diversas reflexões sobre o tema da igualdade de gênero, além de estimular sua auto-estima.

Conclusões: Conclui que o desenvolvimento da capacidade de leitura crítica a partir de práticas pedagógicas feministas funciona. Além disso, o fortalecimento de nossas estudantes é bom para elas, para nós, para nossa profissão e ajuda a sociedade em geral a dar um pequeno passo em direção à igualdade de gênero.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréa Doyle, Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

Professora do Curso de Biblioteconomia da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) e idealizadora do projeto de extensão "Leitura reflexiva para a igualdade de gênero”. É também pesquisadora da Cotec/IBICT sob coordenação de Milton Shintaku. É mestre e doutora em Ciência da Informação pelo PPGCI IBICT/UFRJ. É mãe, empolgada e se interessa por pesquisar, aprender/ensinar habilidades informacionais que ajudem as pessoas a desenvolver seu pleno potencial para combater injustiças e direcionar a sociedade para o bem viver.

Ana Cláudia Gigli de Moura, Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

Estudante do sexto período de Biblioteconomia na UNIR. Participou do projeto de extensão "Leitura reflexiva para a igualdade de gênero", Estagiaria (Museu da Memoria Rondonience).

Referências

ADICHIE, Chimamanda. Hibisco Roxo. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

CABNAL, Lorena. Acercamiento a la construcción de la propuesta de pensamiento epistémico de las mujeres indígenas feministas comunitarias de Abya Yala”. In: ACSUR, Las Segovias. Feminismos Diversos: el feminismo comunitario. Las Segovias: ACSUR, 2010. p. 11-25. Disponível em: https://1drv.ms/b/s!AoZ-as87gk9xhy-MjulDQmTdFIH3. Acesso: 28 jul. 2017.

CAVALCANTE, Lidia Eugênia. Mediação da leitura e alteridade na educação literária. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 30, n. 4, p. 1-14, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/57262. Acesso em: 22 mar. 2023.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 2002.

DOYLE, Andréa; BRISOLA, Anna. Dois dedos de prosa sobre competência crítica em informação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 27, n. 2, 2022. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/pci/article/view/40000/30701. Acesso em: 23 fev. 2023.

FREIRE, Paulo. Conscientização: teoria e prática da libertação, uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. São Paulo: Centauro, 1980.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: três artigos que se completam. 52. ed. São Paulo: Cortez, 2021.

FRICKER, Miranda. Epistemic Injustice: power and the ethics of knowing. New York: Oxford University Press, 2007.

GONZALEZ, Lélia. Por um Feminismo Afro-Latino-Americano: ensaios, intervenções e diálogos. Rio Janeiro: Zahar, 2020.

HARAWAY, Donna. Situated knowledges: the science question in feminism and the privilege of partial perspective. Feminist Studies, Washington, v. 14, n. 3, p. 575-599, 1988.

HOOKS, Bell. Ensinando a transgredir: a educação como prática de liberdade. São Paulo: Martins Fontes, 2019a.

HOOKS, Bell. Teoria feminista da margem ao centro. São Paulo: Perspectiva, 2019b.

HOOKS, Bell. Ensinando pensamento crítico: sabedoria prática. São Paulo: Elefante, 2020.

KILOMBA, Grada. Who can speak? Tradução de Anne Caroline Quiangala. Preta, Nerd e Burning Hell, 12 jan. 2016. Disponível em: http://www.pretaenerd.com.br/ 2016/01/traducao-quem-pode-falar-grada-kilomba.html. Acesso em: 27 out. 2019.

LE GUIN, Ursula. A mão esquerda da escuridão. 3. ed. São Paulo: Aleph, 2019.

O QUE é ‘gaslighting’, a palavra do ano do dicionário de inglês Merriam-Webster. BBC News Brasil. [S.l.], 2022. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-63802313 Acesso em: 20 mar. 2023.

PAREDES, Julieta. Hilando fino desde el feminismo comunitario. In: MIÑOSO, Yuderkys Espinosa (coord.). Aproximaciones críticas a las prácticas teórico políticas del feminismo latino-americano. Buenos Aires: En la Frontera, 2010. p. 117-120.

PINSKY, Mirna. Nó na garganta. 53. ed. São Paulo: Saraiva, 2009.

PLANTEL, Equipo. As Mulheres e os Homens. São Paulo: Boitempo, 2016.

RIBEIRO, Djamila. O que é lugar de fala?. Belo Horizonte: Letramento, 2017.

SPIVAK, Gayatri. Pode o subalterno falar? Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010.

Publicado

2023-05-05

Como Citar

DOYLE, Andréa; MOURA, Ana Cláudia Gigli de. Leitura reflexiva para igualdade de gênero: um relato de experiência. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 28, n. Dossie Especial, p. 1–15, 2023. DOI: 10.5007/1518-2924.2023.e92908. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/92908. Acesso em: 13 abr. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.