Einstein e a Relatividade entram em cena: diálogos sobre o teatro na escola e um ensino de física criativo

Letícia Maria Oliveira, Maria Letícia Gomes

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/2175-7941.2016v33n3p943

Nesse trabalho, buscou-se inovar a maneira de apresentar a Física aos alunos, incluindo nessa inovação: como ela aconteceu, o que proporcionou e a forma de apresentá-la aos leitores. Para tanto foi escolhido o teatro, sob a ótica do qual o conhecimento científico pode ser representado sem o rigor que o engessa, ao mesmo tempo em que a arte de encenar contagia e provoca reflexões no ator e no espectador. O produto gerado a partir desse trabalho foi a formação de um grupo de teatro científico em uma escola de Brejo Santo, no interior do Ceará, com a encenação de peças teatrais e a elaboração de um site. Os personagens “Ensino Tradicional” e “Física Nova” são os protagonistas dessa história e nos mostrarão em seus diálogos, como é difícil, porém possível, semear nas escolas, possibilidades de um ensino atrativo e divertido. Entre os resultados, foram percebidas positivas mudanças no grupo, como a postura do aluno em sala de aula, além de receptividade e respeito entre os colegas e com o professor. Além de começarem a enxergar a Física de outra maneira, deixando-os mais motivados a aprender essa ciência. Nesse sentido, diante do quadro atual da educação brasileira, o objetivo do trabalho concentrou-se na necessidade do docente atuar de forma diferenciada, através de estratégias e novas metodologias. Logo, a prática teatral, mais especificamente, o teatro científico, pode ser uma ferramenta de grande potencial didático na prática didático-pedagógica dos professores, contribuindo, assim, no processo de ensino e aprendizagem de Física. 


Palavras-chave


Teatro Científico; Ensino de Física; Relatividade

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-7941.2016v33n3p943

 


Cad. Bras. Ens. Fís. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN 2175-7941 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons
> > > > >