A história da evolução do conceito físico de energia como subsídio para o seu ensino e aprendizagem – parte II

Luciano Carvalhais Gomes

Resumo


Este artigo tem como objetivo mostrar os aspectos essenciais do desenvolvimento do conceito físico de energia, para subsidiar a escolha dos professores quanto à melhor maneira de compreender e ensinar esse conceito, e está dividido em duas partes. Na primeira, mostramos algumas contribuições de Thomas Young, Johann Bernoulli, Galileu Galilei, René Descartes e Leibniz, e apresentamos como se deu a evolução do conceito físico de energia no contexto das máquinas e para além da mecânica. Nesta segunda e última parte, encerraremos a nossa análise apresentando algumas contribuições decisivas de Joule e Kelvin para a formulação correta e moderna do princípio de conservação de energia e, consequentemente, do conceito físico de energia. Em seguida, daremos a nossa sugestão de como abordar esse conceito em sala de aula. 


Palavras-chave


Física; Energia; Máquinas e Mecânica

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7941.2015v32n3p738

 


Cad. Bras. Ens. Fís. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN 2175-7941 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons
> > > > >