Iniciativas econômicas solidárias e redes de colaboração na Amazônia Marajoara

Autores

  • Alexandre Nunes da Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, Breves, PA
  • Gilberto Miranda Rocha Universidade Federal do Pará, Belém, PA
  • Maria do Socorro Almeida Flores Universidade Federal do Pará, Belém, PA

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-1384.2020.e70125

Palavras-chave:

Desenvolvimento local, Emancipação social, Sustentabilidade, Cooperação, Autogestão

Resumo

A pesquisa visa apresentar um estudo de caso que contextualiza o tema Economia Solidária à luz do que vem sendo construído no âmbito do território da Amazônia Marajoara, tendo como universo da pesquisa o Projeto Estadual de Assentamento Agroextrativista (PEAEX) denominado Acutipereira, mais especificamente, a comunidade Santo Ezequiel Moreno e suas redes de colaboração solidária com as demais comunidades adjacentes. O objetivo da pesquisa concentrou-se em apresentar iniciativas econômicas solidárias em andamento na Amazônia Marajoara que se mostram promissoras na busca da melhor gestão dos recursos naturais e desenvolvimento local sustentável, avaliar as dinâmicas das redes de colaboração solidárias existentes e potenciais, bem como suas reais possibilidades e limites para o sucesso. Os procedimentos metodológicos utilizados foram a pesquisa bibliográfica, pesquisa documental e pesquisa de campo, com o uso do método qualitativo, com abordagem do tipo exploratória, por meio de um estudo de caso. Destaca-se como resultado que a comunidade se encontra em plena construção de uma cultura solidária, mas que ainda requer dar um salto de qualidade, tanto no amadurecimento e operacionalização de seus projetos, no efetivo acesso à novos mercados, quanto no aprimoramento e operacionalização de suas redes de colaboração solidárias dentro e fora do PEAEX Acutipereira. Conclui-se que as iniciativas econômicas solidárias e suas redes de colaboração em operacionalização na comunidade pesquisa de fato estão proporcionando geração de trabalho, renda e melhores condições de vida as famílias.

Biografia do Autor

Alexandre Nunes da Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, Breves, PA

Mestrando do Programa de Pós-graduação de Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia da Universidade Federal do Pará, Belém, PA. Professor do Instituto Federal do Pará, Campus Breves, PA

Gilberto Miranda Rocha, Universidade Federal do Pará, Belém, PA

Doutor em Geografia pela Universidade de São Paulo. Pós - doutorado em Economia Dell´Ambiente e Dello Sviluppo (Università Degli Studi Roma Tre, Roma, Itália e em Ordenamento Territorial pela Universite Paris 13NORD, Paris. Diretor Geral do Núcleo de Meio Ambiente da Universidade Federal do Pará, Belém, PA

Maria do Socorro Almeida Flores, Universidade Federal do Pará, Belém, PA

Doutora em Direitos Humanos e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Pará. Pós-Doutorado em Princípios Fundamentais e Direitos Humanos pela Universidad de Ciencias Empresariales y Sociales. Professora Associada do Núcleo de Meio Ambiente da Universidade Federal do Pará. Diretora-Adjunta e Coordenadora Acadêmica do Núcleo de Meio Ambiente da Universidade Federal do Pará, Belém, PA 

Referências

BRASIL. Plano Nacional de Economia Solidária. Ministério da Economia. Conselho Nacional de Economia Solidária, 2015.

CALVALCANTE, Paulo B. Frutas comestíveis da Amazônia. – Belém: Museu paraense Emilio Goeldi, 1991.

Cozinha Agroextrativista Iaçá. Receitas da Culinária Agroextrativista –Organização: IEB. Instituto Internacional de Educação do Brasil, 2019.

EID. EmergingandReemergingInfectiousDiseases, RegionoftheAmericas.Human Rabies TransmittedbyBats in Pará State, Brazil. EID. WeeklyUpdates.Vol. 2, No. 14. 8 April, 2004.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa, 4. ed. - São Paulo: Atlas, 2002.

LUZIO DOS SANTOS, Luís Miguel. Socioeconomia: solidariedade, economia social e as organizações em debate – São Paulo: Atlas, 2014.

MANCE, Euclides André. A Revolução das Redes: a colaboração solidária como alternativa pós-capitalista à globalização atual. Petrópolis: Vozes, 2000.

MANCE, Euclides André. Redes de colaboração solidária: aspectos econômicos-filosóficos: complexidade e libertação. Petrópolis: Vozes, 2002.

MIRANDA, Katiuscia; POTIGUAR, Manoel. Embarca Marajó: Estratégias locais de inovação, fortalecimento institucional e desenvolvimento sustentável. Belém: Instituto Internacional de Educação do Brasil, 2017.

SINGER, Paul. Introdução à Economia Solidária – 1ª Ed. – São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2002.

Downloads

Publicado

2020-02-26

Edição

Seção

Eixo temático: “Amazônia: povos, conflitos e preservação”