Sobre a Revista

Foco e Escopo

A Revista Internacional Interdisciplinar INTERthesis visa prover um fórum para estudos interdisciplinares em todas as áreas do conhecimento, em especial as Ciências Humanas. Os editores crêem que um entendimento abrangente dos fenômenos requer uma abordagem interdisciplinar. Nesse sentido, a Revista aceitará contribuições originais com temática interdisciplinar, estabelecendo pontes entre disciplinas principalmente em áreas temáticas tais como Estudos de Gênero, Sociedade e Meio Ambiente, Condição Humana na Modernidade e África e suas diásporas. 

Cada publicação da revista é dividida em dois eixos temáticos: 1) de caráter geral, que abrange as 4 (quatro) áreas de concentração interdisciplinares contempladas pelo escopo da revista, logo abaixo descritas; e 2) de caráter específico, com chamadas temáticas previamente anunciadas, que compreendem fenômenos sociais da atualidade e que mantêm diálogo com as áreas de concentração já mencionadas. 

Serão aceitos artigos em português, inglês, e espanhol com a finalidade de divulgar as investigações interdisciplinares originadas em diversos países e também facilitar o acesso aos textos originais. A revista publicará também, em seções próprias, entrevistas, traduções de capítulos de livros não editados anteriormente em língua portuguesa. A INTERthesis publica contribuições teóricas que sejam sustentadas por ampla pesquisa bibliográfica e pesquisas empíricas metodologicamente fundamentadas e adequadamente analisadas. Os artigos devem ser caracterizados por uma reflexão crítica sobre temas e áreas de conhecimento relevantes à interdisciplinaridade, empregando linguagem clara e objetiva.


ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO

África e suas Diásporas (ASD)

Compreende os estudos interdisciplinares sobre África e suas diásporas, englobando questões relativas às formações sociopolíticas, identitárias e culturais em distintos contextos locais, nacionais e transnacionais. Busca-se compreender os processos e produtos coloniais e pós-coloniais a partir de uma perspectiva dinâmica e integrada. Possui duas linhas de pesquisa: 1) Processos políticos coloniais e pós-coloniais:  Estudos da colonialidade e da pós-colonialidade com ênfase nos processos emancipatórios e de reconhecimentos relacionados a cidadania, trabalho, justiça e direitos e 2) Produções sócio-culturais e artísticas: Estudos sobre as relações dialógicas entre línguas, vozes sociais, narrativas e discursos, manifestações artísticas e culturais. Educação, pensamento social e produções intelectuais.

Condição Humana na Modernidade (CHM)

Área dedicada ao estudo dos diferentes aspectos da condição humana contemporânea, dando relevo tanto a questões teóricas como a questões específicas sobre a ação e organização social, grupal e individual no mundo hodierno. Busca-se esclarecer e compreender os fenômenos complexos subjacentes aos grandes dilemas da humanidade nos tempos modernos, enfocando tanto a globalização e suas influências sobre a técnica e o trabalho, quanto às representações grupais e individuais resultantes das mudanças socioculturais em curso.

Estudos de Gênero (EGE)

Estudos interdisciplinares dos discursos, histórica, social e culturalmente constituídos, sobre as diferenças sexuais - estudos de gênero. Desenvolve temáticas como política, sexualidade, saúde, direitos reprodutivos, trabalho, família, gerações, violência doméstica, comunicação, homossexualidade, identidade, subjetividade. Integra os núcleos de estudos de gênero dos diferentes departamentos e cursos do Centro de Filosofia e Ciências Humanas, no exercício da interdisciplinaridade, com objetivo de incentivar pesquisas e constituir-se em canal de difusão dos trabalhos desenvolvidos na área.

Sociedade e Meio Ambiente (SMA)

Estudo interdisciplinar da problemática sócio-ambiental em sentido amplo dentro do debate sobre a globalização dos riscos e dos desafios sobre a sua governabilidade, com destaque para temas teóricos e aplicados relacionando qualidade de vida com avaliação de impactos ambientais, planejamento ambiental, desenvolvimento sustentável, papel das ciências na análise dos problemas ambientais e tecnológicos e aspectos éticos destas questões.

Processo de Avaliação pelos Pares

Processo de Avaliação por Pares  - O processo de avaliação utilizado é o "blind review"(duplo-cego) e anônimo.  O texto recebido para uma seção específica será avaliado previamente pelo(s) Editor(es), segundo o conteúdo do item 1 do Roteiro de Avaliação dos Manuscritos. Em caso de uma avaliação negativa, o autor será notificado num prazo de 15 dias. Se obtiver uma avaliação positiva, o manuscrito aprovado será encaminhado por um Editor de Seção para dois pareceristas [reviewers] externos à INTERthesis, aos quais caberá, num prazo de até 04 (quatro) semanas, a análise, aprovação (com ou sem exigências) ou recusa do mesmo. Caso haja divergência nas avaliações, um terceiro avaliador escolhido pelo Editor, entre os membros do Conselho Editorial, dará o parecer final. O Editor de Seção responsável pelo processo de avaliação do manuscrito notificará o autor da aceitação ou recusa do mesmo. No caso de “aceitação com mudanças e/ou correções”, o autor terá um prazo de 10 dias para encaminhar à INTERthesis o manuscrito revisto. Após esse prazo o manuscrito será aceito, mas perderá a sua posição na lista de manuscritos registrados na INTERthesis passando a ocupar o último lugar dos manuscritos registrados. O Editor de Seção responsável pelo processo de avaliação do manuscrito tem, por sua vez, um prazo de 10 dias para verificar se o texto revisado atendeu ou não às exigências dos pareceristas, e informar ao Editor que o texto foi “aceito para publicação”. No caso da avaliação final ser “manuscrito rejeitado”, o autor do manuscrito será notificado sobre o motivo da recusa. A ordem para publicação dos manuscritos será definida pelo Editor, segundo critérios de oportunidade e conveniência. Os editores reservam-se o direito de efetuar pequenas alterações e/ou pequenos cortes nos textos recebidos para adequá-los às normas da INTERthesis, mantendo sempre o estilo e o conteúdo dos mesmos.

Artigos apresentados em eventos científicos:

O artigo submetido que foi apresentado em evento científico é analisado pelo Editor quanto ao tipo de apresentação realizada no evento. Normalmente são aceitos para ‘avaliação por pares’ artigos que foram apresentados oralmente. A INTERthesis entende que um texto apresentado em evento científico recebe contribuições que levam a novas reflexões sobre o tema. Entretanto, o texto só poderá ser aceito para ‘avaliação por pares’ se o autor o reelaborar, pois entende-se que este último texto será inédito em relação ao primeiro, assim passível de ser aceito para avaliação. Caso o manuscrito seja aceito será mencionado em nota de rodapé que é oriundo de apresentação realizada no evento científico.

Periodicidade

A INTERthesis publicou de forma quadrimestral até 2019. A partir de 2020 passa a funcionar na modalidade de publicação continuada.

Política de Acesso Livre

Esta revista proporciona acesso publico a todo seu conteúdo, seguindo o princípio de que tornar gratuito o acesso a pesquisas gera um maior intercâmbio global de conhecimento. Tal acesso está associado a um crescimento da leitura e citação do trabalho de um autor. Para maiores informações sobre esta abordagem, visite Public Knowledge Project, projeto que desenvolveu este sistema para melhorar a qualidade acadêmica e pública da pesquisa, distribuindo o OJS assim como outros software de apoio ao sistema de publicação de acesso público a fontes acadêmicas.

Qualis - CAPES - Quadriênio 2013-2016

Disponivel em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/veiculoPublicacaoQualis/listaConsultaGeralPeriodicos.jsf 

INTERDISCIPLINAR

B2

FILOSOFIA

B2

HISTÓRIA

B2

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO

B3

CIÊNCIA POLÍTICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS

B3

CIÊNCIAS AMBIENTAIS

B3

COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO

B3

DIREITO

B3

ECONOMIA

B3

EDUCAÇÃO

B3

PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL / DEMOGRAFIA

B3

PSICOLOGIA

B3

SERVIÇO SOCIAL

B3

SOCIOLOGIA

B3

EDUCAÇÃO FÍSICA

B4

ENSINO

B4

ENFERMAGEM

B4

GEOGRAFIA

B4

ENGENHARIAS I

B5

GEOCIÊNCIAS

B5

LINGUíSTICA E LITERATURA

B5

MEDICINA VETERINÁRIA

B5

SAÚDE COLETIVA

B5

Estatísticas da Revista Interthesis

Awstats - julho 2008 a junho 2017

Google Acadêmico

 

Ética e boas práticas para publicação

Editores

A prática editorial e a relação do editor com autores e avaliadores estão amparadas no Código de conduta para editores, do Committee on Publication Ethics (COPE).

Toda decisão editorial se fundamenta na relevância, originalidade, clareza e validade do artigo para atendimento do escopo da revista.

Avaliadores

A avaliação se baseia no mérito do trabalho, não influenciada, positiva ou negativamente, por motivos pessoais, financeiros ou preconceitos intelectuais.

As submissões e os detalhes das revisões são mantidos sob confidencialidade.

O avaliador deve se certificar de qualquer potencial conflito de interesse na revisão da submissão. Ao se deparar com alguma irregularidade, o editor é comunicado, como por exemplo: identificação de plágio; fabricação, falsificação dos resultados; publicação redundante.

Autores

A indicação de autoria num artigo científico se deve apenas àqueles que:

 a) contribuem intelectual, direta e substancialmente na concepção da pesquisa/artigo (aquisição, análise ou interpretação dos dados apresentados);

b) participam na construção das versões preliminares ou revisão crítica do conteúdo do artigo;

c) responsabilizam-se pela autoria a fim de garantir exatidão e integridade do artigo.

O(s) autor(es) deve(m) apresentar a declaração de existência do conflito de interesse quando for o caso.

Sponsors

A INTERthesis recebe apoio do Laboratório de Estudos Interdisciplinares - LET da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

INTERthesis receives support from a laboratory of interdisciplinary studies, Laboratório de Estudos Interdisciplinares – LET, located at the Federal University of Santa Catarina (UFSC), Brazil. • Universidade Federal de Santa Catarina • Federal University of Santa Catarina

INTERthesis recibe apoyo del Laboratório de Estudios Interdisciplinarios: LET - Laboratório de Estudos Interdisciplinares, de la Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Fontes de Apoio

Histórico do periódico

Na ata da quinquagésima reunião do Colegiado do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, realizada em 12 de março de 2004, sob a presidência do coordenador Prof. Hector R. Leis, lê-se o seguinte:

"O Prof. Rafael Raffaelli relatou parecer favorável sobre a proposta de criação da Revista Eletrônica do Programa. Após diversas considerações dos presentes ficou combinado que a Revista deverá ser lançada em breve, dentro da proposta apresentada pelas doutorandas Cristina Rocha e Silmara Cimbalista. Por sugestão do Prof. Héctor, foi indicado, e aprovado pelos demais, o nome do Prof. Rafael Raffaelli como Presidente da Comissão Editorial da revista, bem como os nomes das doutorandas Cristina Rocha e Silmara Cimbalista como editoras adjuntas".

Podemos dizer que isso é o ato fundador, que fez com que no final do primeiro semestre de 2004 fosse lançado o primeiro número da nossa revista.  De lá para cá, mantendo sem qualquer solução de continuidade a edição de dois números anuais, INTERthesis contou com a preciosa contribuição dos editores Rafael Raffaelli (2004), Paulo Krischke e Luzinete Simões Minella (2005), João Lupi (2006) e Sandra Caponi (2006 e 2007), e a partir de 2008 até hoje, de Silmara Cimbalista e Selvino Assmann, incluindo-se entre os editores a partir de 2012, Javier Vernal. E se há quem tenha méritos na continuidade e na qualificação cada vez maior da Revista precisamos nomear Silmara Cimbalista, que iniciou sua contribuição como doutoranda e como editora adjunta, e continua até hoje liderando a INTERthesis, mesmo não tendo vínculo algum com a UFSC e o PPGICH, sedes da mesma.

A Revista é reconhecida cada vez mais como importante na publicação e divulgação de estudos interdisciplinares na área das Ciências Humanas.  Nos seus vinte números até agora publicados foram divulgados 209 artigos de autoria de brasileiros e estrangeiros, incluindo alguns ensaios, além de 45 resenhas, de dez traduções de importantes textos de autores estrangeiros. A partir de 2009, a INTERthesis passou a publicar dossiês reunidos sob os seguintes temas: interdisciplinaridade, estudos de gênero, sociedade e meio ambiente, e condição humana na modernidade.

A partir do primeiro número do ano de 2016 a INTERthesis inaugurou sua nova periodicidade. A partir deste ano a Revista passou a ser quadrimestral e dividiu as Seções de Artigos nas respectivas áreas de concentração do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, ao qual está vinculada.

Em 2017 a INTERthesis perde seu Editor-chefe, o Professor Selvino José Assmann faleceu em 30 de setembro deste ano. Tivemos o privilégio de conviver com ele. Ao longo dos anos de convívio nunca abandonou sua excepcional maneira de conviver com alunos e colegas, nem deixou de olhar o mundo com encanto e honestidade. Sua atuação na revista possibilitou tanto a publicação de traduções de textos de filósofos contemporâneos relevantes mundialmente como a abordagem e a discussão de temas imprescindíveis para tratar da complexidade da condição humana. Estamos com imensas saudades desse ser humano extraordinário dentro e fora da Universidade. No primeiro número de jan- Abr de 2018 prestamos nossa homenagem republicando as traduções que fez ao longo de dez anos na Revista, achamos que seria uma forma de prestigiar o trabalho ímpar que nos deixou. 

A partir de janeiro de 2020, a revista passa a operar com a publicação continuada, dando celeridade na disponibilização dos artigos aceitos. Também implanta templates para artigos, ensaios e resenhas, padronizando a identidade visual da revista.