O trabalho com Redes como procedimento de intervenção profissional: o desafio da requalificação dos serviços

Autores

  • Regina Célia Tamaso Mioto UFSC - Florianópolis - SC

DOI:

https://doi.org/10.1590/%25x

Palavras-chave:

Trabalho com redes, Intervenção profissional, Área social, Networking, Professional intervention, The professional-social dimension

Resumo

Este artigo tem como objetivo estabelecer uma discussão sobre o Trabalho com Redes, como procedimento de intervenção, na área do trabalho social. Para tanto, por um lado, é considerado o contexto contraditório onde a proposta se movimenta, que envolve a crise do Wellfare State, o florescimento do Terceiro Setor e as transformações das condições, dos modos e dos estilos de vida da sociedade atual. Por outro lado, realiza-se uma breve abordagem das contribuições para o debate do tema a partir do campo social e da saúde mental. Ancorados nesses itens, busca-se colocar o Trabalho com Redes como uma possibilidade de romper com as formas cristalizadas de atendimento dos serviços que se defrontam com demandas cada vez mais complexas, decorrentes das transformações societárias contemporâneas.

Biografia do Autor

Regina Célia Tamaso Mioto, UFSC - Florianópolis - SC

Possui graduação em Serviço Social pela PUCSP, mestrado em UNICAMP e doutorado em Saúde Mental pela UNICAMP. Realizou pós-doutorado na Universidade de Perugia-IT. Atualmente é professora associada da UFSC. Tem experiência na área de Serviço Social, com ênfase em Serviço Social da Saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: serviço social, família e proteção social, família e intervenção profissional e formação e intervenção profissional.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2002-01-01