Fé na Perua

Jorge Carvalho

Resumo


Antes de se caracterizar como tentativa de ensaio ou de análise a qualquer coisa, o presente artigo tem, antes de mais nada, a pretensão de se constituir uma provocação ao debate acerca da questão do esporte na escola. A provocação parte basicamente do relato da minha experiência pessoal como Secretário da Educação do Município de Aracaju, cargo que exerci no período de 1º de janeiro de 1986 a 27 de janeiro de 1987.

Palavras-chave


Educação Física; Esporte; Lazer

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA