Marcas de gênero na Educação Física escolar: a separação de meninos e meninas em foco

Priscila Gomes Dornelles

Resumo


 

Este texto problematiza como o conceito de gênero atravessa os discursos que constituem a separação de meninos e meninas como um recurso necessário e importante nas aulas de Educação Física na escola. Através do uso de questionários e da realização de entrevistas com professores/as de Educação Física dos anos finais do ensino fundamental da Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre que utilizavam a separação nas suas aulas foi possível discutir como o gênero dimensiona esta disciplina escolar. A análise foucaultiana de discurso e o gênero como categoria analítica conformaram teoricamente a análise empreendida sobre este material.


Palavras-chave


Educação Física; Esporte; Lazer

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2011v23n37p12



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA