Homem na sociedade das doenças ou as doenças na sociedade do homem? Qual o papel da Educação Física neste aspecto?

Ricardo William Muotri, Antonio Carlos Simões

Resumo


 

O estudo teve por objetivo principal responder as perguntas: 1. O homem está ficando mais doente por uma seleção, "de imposição natural"? 2. Ou a sociedade em que vivemos está doente, pela perda de valores morais e éticos, que leva ao homem um desequilíbrio orgânico? Visando despertar o profissional de educação física para sua responsabilidade social como professor. O critério adotado para a pesquisa foi à busca de artigos realizada de forma sistemática nas bases de dados Medline, Scielo, Sportdiscus e Lilacs sem limite de data. Em todos os casos, foram utilizados os termos: educação, ética, valores humanos, educação física escolar e sociedade, de forma combinada em citações no título ou no resumo. Fica claro no texto que vivemos em uma sociedade doente, o que interfere no homem, não só em seu estado físico, mas cognitivo e adaptativo. Desta forma concluímos que a função de educadores vem se tornando cada vez mais responsável pela plenitude cultural de toda uma sociedade.


Palavras-chave


Educação Física; Esporte; Lazer

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2011v23n37p123



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA