A participação de meninos e meninas nos projetos sociais da fundação municipal de esportes de Florianópolis

Autores

  • Julia Mara Pegoraro Silvestrin UFSC
  • Maria do Carmo Oliveira Saraiva UFSC

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2012v24n38p75

Palavras-chave:

Educação Física, Esporte, Lazer

Resumo

 

Compreendendo que o corpo em movimento estabelece relações de gênero que refletem na percepção que cada indivíduo tem de si ao se movimentar e entendendo esporte e lazer (direitos estabelecidos pelo Estado) como importantes expressões da cultura de movimento, investigamos, através de entrevistas semiestruturadas e observações, a participação de meninos e meninas como beneficiários e beneficiárias em projetos sociais de políticas públicas de esporte e lazer da Fundação Municipal de Esportes de Florianópolis/SC. Concluindo que o esporte na Fundação não se afasta do esporte de rendimento, percebemos elementos mantenedores da relação social de poder do homem sobre a mulher.

Biografia do Autor

Julia Mara Pegoraro Silvestrin, UFSC

Licenciada em Educação Física pela UFSC. Mestranda do PPGEF/UFSC na área de Teoria e Prática Pedagógica em Educação Física. É integrante do Grupo de Estudos em Gênero e Dança GEDA/UFSC.

Contato: juliampsilvestrin@ gmail.com.

Maria do Carmo Oliveira Saraiva, UFSC

Doutora em Motricidade Humana pela Universidade Tecnica de Lisboa. Professora associada da Universidade Federal de Santa Catarina atua no Mestrado em Educação Física nas linhas de pesquisa: “Teorias sobre o Corp e o Movimento Humano” e “Esporte e Lazer em Culturas Contemporâneas”. É coordenadora do Grupo de Estudos de Gênero e Dança (GEDA) e membro do Núcleo de Estudos Pedagógicos em Educação Física (NEPEF), da UFSC.Contato: marcarmo1952@gmail.com.

Downloads

Publicado

2012-09-13