O voleibol feminino e seu posicionamento no campo esportivo brasileiro

Autores

  • Tatiana Moreira Universidade Federal do Paraná - UFPR Associação Latino-Americana de Estudos Socioculturais do Esporte - ALESDE
  • Juliana Vlastuin Universidade Federal do Paraná - UFPR Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO - Campus Irati) Associação Latino-Americana de Estudos Socioculturais do Esporte - ALESDE
  • Wanderley Marchi Jr. West Virginia University - WVU Universidade Federal do Paraná - UFPR/CAPES Associação Latino-Americana de Estudos Socioculturais do Esporte - ALESDE

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2013v25n41p269

Palavras-chave:

Voleibol feminino, campo esportivo brasileiro, poder

Resumo

 

O presente artigo oferece reflexões introdutórias acerca do posicionamento do voleibol feminino no interior do campo esportivo brasileiro. Por meio da pesquisa exploratória com base em Pinheiro (1995), Pizzolato (2004), Marchi Jr. (2004), Costa (2005), Vlastuin (2008), Moreira (2009) e Afonso (2011), identificamos pontos centrais que orientaram a interpretação sociológica fundamentada pela Sociologia Reflexiva de Bourdieu. Constatamos que a trajetória histórica do voleibol feminino no campo esportivo brasileiro se deu entre habitus construídos e legitimados sob efeitos de dominação simbólica do voleibol masculino, instauradores das leis de reprodução social e que refletem o seu posicionamento hierárquico no campo esportivo brasileiro.

Biografia do Autor

Tatiana Moreira, Universidade Federal do Paraná - UFPR Associação Latino-Americana de Estudos Socioculturais do Esporte - ALESDE

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Física da UFPR, membro do Centro de Pesquisa em Esporte, Lazer e Sociedade (CEPELS) da UFPR e da Associação Latino-Americana de Estudos Sócio-culturais do Esporte (ALESDE).

Juliana Vlastuin, Universidade Federal do Paraná - UFPR Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO - Campus Irati) Associação Latino-Americana de Estudos Socioculturais do Esporte - ALESDE

Doutora pelo Programa de Pós Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Paraná. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Física da UFPR, membro do Centro de Pesquisa em Esporte, Lazer e Sociedade (CEPELS) da UFPR e da Associação Latino-Americana de Estudos Sócio-culturais do Esporte (ALESDE).

Wanderley Marchi Jr., West Virginia University - WVU Universidade Federal do Paraná - UFPR/CAPES Associação Latino-Americana de Estudos Socioculturais do Esporte - ALESDE

Docente dos Programas de Pós-Graduação em Ciências Sociais e Educação Física da UFPR. Coordenador do Centro de Pesquisa em Esporte, Lazer e Sociedade (CEPELS) da UFPR. Vice-Presidente da Associação Latino-Americana de Estudos Sócio-culturais do Esporte (ALESDE).

Downloads

Publicado

2013-11-26