Copa do Mundo, manifestações e a ocupação do espaço público

Luiza Aguiar dos Anjos, Marina de Mattos Dantas, Thiago Jose Silva Santana

Resumo


Desde o anúncio do Brasil como sede da Copa do Mundo da FIFA 2014, movimentos sociais se organizaram para denunciar e questionar decisões e arbitrariedades acerca de seus preparativos. Durante a Copa das Confederações de 2013, uma série de manifestações, marcada pela diversidade de seus participantes e de suas reivindicações, ficaram conhecidas como jornadas de junho. Esse artigo traz uma análise de tais acontecimentos focando em questões relativas à ocupação do espaço público, problematizando, ainda, a relação dos movimentos com a organização dos megaeventos esportivos a serem realizados em nosso país.


Palavras-chave


Ocupações; Espaço Público; Manifestações; Copa do Mundo

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2013v25n41p13



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA