O LAZER ESPETACULARIZADO: CULTURA DO NARCISISMO E INDÚSTRIA CULTURAL

Maria Luiza Belloni

Resumo


Este texto trata das relações imbricadas entre trabalho e lazer na chamada civilização técnica ou
sociedades tecnificadoras, as quais não podem ser caracterizadas como civilização do lazer, em virtude da
redução progressiva da jornada de trabalho que, ainda é insuficiente para provocar transformações profundas
no tempo do não trabalho no âmbito da atual fase do capitalismo pós-fordista, neoliberal, globalizado.
Paralelamente a esta discussão é abordada a questão da espetacularização do lazer, através da cultura do
narcisismo e do esporte espetáculo, veiculado pela Mídia como diversão organizada.

Palavras-chave


Educação Física; Esporte; Lazer

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA