Educação Física na educação (inclusiva?) de jovens e adultos: um retrato da produção científica na área

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2020e76435

Palavras-chave:

Educação física, Inclusão, Produção científica, Educação de jovens e adultos

Resumo

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) é uma modalidade de ensino não-regular para indivíduos que tiveram acesso tardio à escola. Este estudo objetivou investigar a produção científica da área da Educação Física (EF) para analisar os debates sobre inclusão escolar e EJA. Para tal, houve uma revisão sistemática no portal CAPES, utilizando as palavras-chave: EJA, EF, inclusão, escola, currículo e "formação de professores" e suas combinações. Foram encontrados sete artigos para a discussão desta pesquisa, que foram classificados em três categorias. Na análise de conteúdo, emergiram aspectos discutidos nas produções e tornou-se possível traçar pontos comuns relativos nas pesquisas. A inclusão escolar, de maneira geral, vem sendo discutida à medida que a literatura apresenta a ocorrência de situações excludentes e a necessidade de estudar medidas para minimizá-las, criando oportunidades de participação efetiva por todos e todas nas aulas de EF para esta modalidade de ensino.

Biografia do Autor

Débora Leonel Peluso, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Mestre em Educação Física (PPGEF/UFRJ), Especialista em Educação Física Escola na Perspectiva Inclusiva (EEFD/UFRJ), Bacharel em Educação Física (EEFD/UFRJ), Licenciada em Educação Física (EEFD/UFRJ) e Pedagoga (FAEL).

Ana Lídia Felippe Guimarães, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutora em Educação (UFRJ), Mestre em Educação (UFRJ), Especialista em Educação e clínica Psicomotora (UERJ), Formação em Educação Psicomotora Aucouturier (BR/FR) e Licenciada em Educação Física (UFRJ). Professora Convidada do Curso de Pós-Graduação em Educação Física Escolar na Perspectiva Inclusiva (EEDF/UFRJ).

Michele Pereira de Souza da Fonseca, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutora em Educação (PPGE/UFRJ), Mestre em Educação (PPGE/UFRJ), Licenciada em Educação Física (EEFD/UFRJ). Professora adjunta da Escola de Educação Física e Desportos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (EEFD/UFRJ).

Marcelo Leonel Peluso, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Graduando em Psicologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Referências

ADONA, S. F. O Proeja na educação do campo: uma análise curricular da disciplina da Educação Física. Revista Labor, Fortaleza/CE, v. 01, n. 17, p. 13-26, 2017.

BOOTH, T.; AINSCOW, M. Index Para a Inclusão. Desenvolvendo a aprendizagem e a participação na escola. Produzido pelo LaPEADE, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br. Acesso em: 02 out 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Documento Nacional Preparatório à VI Conferência Internacional de Educação de Adultos (VI CONFINTEA) / Ministério da Educação (MEC). – Brasília: MEC; Goiânia: FUNAPE/UFG, 2009.

BRASIL. Ministério da Educação. LDB: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 1996

CANDAU, V. Didática, Interculturalidade e Formação de professores: desafios atuais. Revista Cocar. Edição Especial N.8. Jan./Abr./ 2020 p. 28-44

DARIDO, S. C. Educação Física na Escola: Questões e Reflexões. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, 2003.

FRANCHI, S.; GÜNTHER, M . C. C. Juvenilização da EJA: repercussões na Educação Física. Motrivivência, Florianópolis/SC, v. 30, n. 53., p. 209-225, maio/2018.

FONSECA, M. P. S. Formação de professores de Educação Física e seus desdobramentos na perspectiva dos processos de inclusão/exclusão: reflexões sobre Brasil e Portugal. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014.

FONSECA, M.; RAMOS, M. Inclusão em movimento: discutindo a diversidade nas aulas de educação física escolar. In: PONTES JUNIOR, José Airton de Freitas (Org.). Conhecimentos do professor de educação física escolar [livro eletrônico]. Fortaleza, CE: EdUECE, 2017, p 184-208.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

LAGO, M.; SANTOS, M. P. Inclusão em Educação: Desafios da Formação Docente. In: Anais do III Seminário de Educação Brasileira. Plano Nacional de Educação: Questões Desafiadoras e Embates Emblemáticos. Campinas: CEDES, p. 944-958, 2011.

LÜDORF, S. M. A. Metodologia da Pesquisa: do projeto ao trabalho de conclusão de curso. Curitiba: Appris, 2017.

LÜDORF, S. M. A. Panorama da pesquisa em Educação Física da década de 90: análise dos resumos de dissertações e teses. Revista da Educação Física/UEM, Maringá, v. 13, n. 2, p. 19-25, 2002.

MANOEL, E. J.; CARVALHO, Y. M. Pós-Graduação na educação física brasileira: a atração (fatal) para a biodinâmica. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 2, p. 389-406, mai./ago., 2011.

MANTOAN, M. T. E. Inclusão escolar. O que é? Por que? Como fazer? 1. ed. São Paulo: Summus, 2015.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CEB 11/2000. Brasília: Câmara de Educação Básica, 2000.

OLIVEIRA, C. M. Relações entre a educação física escolar e a educação de jovens e adultos no interior do colégio brasileiro de ciências do esporte (cbce): sujeitos, concepções, impasses e perspectivas. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 18, n. 39, p. 151-173, set./dez. 2016.

PELUSO, D. L. A pesquisa sociocultural e pedagógica nos programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação Física no Rio de Janeiro. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Escola de Educação Física e Desportos, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.

PELUSO, D. L.; LÜDORF, S. M. A. Educação Física na EJA: refletindo sobre a formação do professor. In: IX SIMPOED - Simpósio de formação e profissão docente. Caderno de Programação e Resumos, Ouro Preto, p. 39-251, 2013.

PICH, S.; FONTOURA, M. P. A cultura escolar: da educação física no EJA: o paradoxo entre a ruptura com a noção de atividade e a falta da prática corporal. Educación Física y Ciencia, v. 15, n. 1, 2013.

REIS, J. A. P.; MOLINA NETO, V. “Pensei que tava na aula de ciências” ou os significados da Educação Física na Educação de Jovens e Adultos. Pensar a Prática, Goiânia, v. 17, n. 3, p. 636-650, jul./set., 2014.

RODRIGUES, G. D.; ALVES JUNIOR, E. D. Perfil de qualidade de vida e atividade física habitual de adultos participantes das aulas de Educação Física da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, São Paulo, v. 10, n. 62, p.734-740, nov./dez., 2016.

SANTOS, M.; FONSECA, M.; MELO, S. Inclusão em Educação: diferentes interfaces. Curitiba, CRV, 2009.

SAWAIA, B. (Org.). As artimanhas da Exclusão – análise psicossocial e ética da desigualdade social. Petrópolis: Vozes, 2014.

TURATO, E. R. Tratado da metodologia da pesquisa clínico-qualitativa: construção teórico-epistemológica, discussão comparada e aplicação nas áreas da saúde e humanas. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2003.

Downloads

Publicado

2020-12-15

Edição

Seção

Porta Aberta