Pesquisa em Educação no Brasil – continuidades e mudanças. Um caso exemplar: a pesquisa sobre alfabetização

Magda Becker Soares

Resumo


Com base em estudo sobre o estado do conhecimento a respeito da alfabetização, no Brasil, são identificadas as continuidades e mudanças na pesquisa em educação no país, da segunda metade do século XX ao início do século XXI. Indicando duas possíveis perspectivas de análise – externa, privilegiando as políticas de pesquisa e o papel dos cursos de Pós-Graduação, e interna, privilegiando o próprio conteúdo das pesquisas – o artigo detém-se na segunda perspectiva, caracterizando-a como análise dos paradigmas em que elas se enquadram, definidos pela natureza da relação pesquisador-objeto da pesquisa – quadro epistemológico positivista ou interpretativo, e do foco posto sobre o objeto – foco na faceta individual, social ou cultural. Concluise, com relação aos paradigmas, que as mudanças não se dão por substituição, pois há coexistência de paradigmas ao longo do tempo, ocorrendo, assim, continuidades, embora com predominância de determinado paradigma em cada momento histórico. Com relação ao foco, conclui-se que há evidente mudança ao longo das décadas, pois este vai se deslocando da faceta individual para a faceta social e desta para a faceta cultural.


Palavras-chave


Pesquisa educacional; Alfabetização; Alfabetização-Pesquisa; Educational research; Literacy; Literacy-research; Investigación Educacional; Alfabetización; Alfabetización-Investigación

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x



Direitos autorais 2008 Magda Becker Soares

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN print 0102-5473, ISSN 2175-795X.

Recomendamos o uso do browser Firefox_Mozilla como navegador do portal .

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.