O gendramento da infância através dos livros infantis: possíveis consequências em meninos e meninas

Andressa Botton, Marlene Neves Strey

Resumo


Este artigo é fruto do interesse em problematizar o binarismo sexual baseado no determinismo biológico, considerando que, desde a infância, são ensinados modos de exercer as ditas masculinidades e feminilidades, baseadas em construções sociais sexistas e patriarcais de acordo com o sexo e o seu gênero correspondente. Dessa forma, teve como enfoque o estudo das teorias de gênero feministas, num viés pós-estruturalista de análise. Assim, realizamos uma análise de dez livros infantis premiados durante uma década (2001-2010) pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ). Os objetivos do estudo buscaram compreender como as questões de gênero são mostradas nessas obras e se/como contribuem para a manutenção dos estereótipos de gênero e posteriores atitudes de submissão das mulheres em relação à dominação masculina. Para atingi-los, utilizamos a Análise de Discurso nos textos desses livros e a Análise Semiótica de Imagens Paradas nas ilustrações, configurando uma proposta de triangulação de métodos. Percebe-se, com isso, que os estereótipos de gênero tradicionais ainda estão muito presentes nessas obras contemporâneas, expondo a maternidade, o casamento e a dependência masculina associadas às figuras femininas. Já questões como o livre-arbítrio para se manifestarem nos cenários públicos, a coragem e a virilidade foram vinculadas às figuras masculinas, sucumbindo a finais tradicionalmente estereotipados em relação às questões de gênero e, assim, suscitando ideias de como intervir a fim de promover a equidade de gênero na infância. 

Gendering process of childhood through children's books: possible effects on boys and girls

 Abstract

This research result of the interest in questioning the sexual binary based on biological determinism, considering that, since childhood, manners of carrying out masculinity and femininity are taught, based in sexist and patriarchal social constructions according to sex and its corresponding gender. It had as focus the study of the theories of feminist gender, in a post-structuralist obliquity of analysis. In this way, an analysis of ten children’s books which were awarded in the last decade (2001-2010) by the Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) was proposed. The objectives of the study were understanding the gender issues which are demonstrated in these books and how/if they contribute to the maintenance of the stereotypes of gender and subsequent attitudes of submission by women in relation to the male domination. To reach them, we use the performance of Discourse Analysis of the texts of these books and Semiotic Analysis of Still Images of the Illustrations in them, getting a proposal of triangulation methods. We notice that traditional gender stereotypes are still strongly present in these contemporary works, exposing motherhood, marriage and male dependency associated with female figures. In the other hand, issues like free will to express themselves in public sceneries, courage and virility were linked to male figures, succumbing to a traditionally stereotyped end concerning gender issues, and, this way, creating ideas of how to intervene in order to promote gender equity in childhood.

Keywords: Gender. Childhood. Children's literature.

 

La inculcación del género a través de los libros infantiles: posibles consecuencias en niños y niñas

 Resumen

Esta investigación tiene origen en el interés en problematizar el binarismo sexual basado en el determinismo biológico, considerando que desde la infancia, son enseñados modos de ejercer las ditas masculinidades y femenilidades a partir de construcciones sociales sexistas y patriarcales según el sexo y el género correspondiente. Tuvo cómo enfoque el estudio de las teorías de género feministas posestructuralistas de análisis. Son realizadas análisis de diez libros infantiles premiados durante una década (2001-2010) por la Fundação do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ). Los objetivos del estudio eran comprender como las cuestiones de género son enseñadas en esas obras y si/cómo contribuyen para la manutención de los estereotipos de género y posteriores actitudes de sumisión de las mujeres a la dominación masculina. Para tal, usamos el análisis de discurso en los textos y análisis semióticas de imágenes paradas en las ilustraciones, configurando una propuesta de triangulación de métodos. Hemos percibido que los estereotipos de género tradicionales aún están muy presentes en las obras contemporáneas, evidenciando la maternidad, el matrimonio y la dependencia femenina. Las cuestiones de libre arbitrio  en escenarios públicos, el coraje y la virilidad son asociadas a las figuras masculinas, culminando con finales tradicionalmente estereotipados respecto al género, produciendo así ideas de cómo intervenir a fin de promover la equidad de género en la infancia.

Palabras claves: Género. Infancia. Literatura Infantil.


Palavras-chave


Gênero; Infância; Literatura Infantil

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-795X.2015v33n3p915



Direitos autorais 2016 Andressa Botton, Marlene Neves Strey

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN print 0102-5473, ISSN 2175-795X.

Recomendamos o uso do browser Firefox_Mozilla como navegador do portal .

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.