Teoria de Resposta ao Item e Aplicação no Ensino de Geografia

Bruno Costa Guimarães

Resumo


A Teoria de Resposta ao Item (TRI) é uma modelagem estatística, principalmente utilizada como instrumento de apuração de pontos em uma avaliação. O sistema teve origem a partir de questionamentos sobre a eficiência da Teoria Clássica dos Testes nos anos 50 e, a partir da década de 90, tem sido implementado no Brasil para cálculo dos escores totais dos candidatos em avaliações de massa. O SAEB foi o primeiro a aderir à TRI em 1995, mas, a partir de 2009, o novo ENEM também passou a utilizá-la. Por este motivo, a TRI pode ser considerada um importante elemento nas discussões sobre o sistema educacional no Brasil. Este artigo tem como objetivo apresentar ao leitor um histórico da Teoria de Resposta ao Item, esclarecer seus fundamentos teóricos, realizar um histórico deste sistema avaliativo no Brasil e, ao final, discutir a contribuição deste modelo para o desenvolvimento e avaliação das habilidades e competências geográficas que os alunos devem assimilar no ensino básico. A metodologia usada no desenvolvimento deste artigo contou com o levantamento bibliográfico de autores especializados na evolução da Teoria de Resposta ao item e sua gradual implementação no Brasil. Ao final, concluímos que a Teoria de Resposta ao Item é uma ferramenta importante no auxílio do docente, que deve ser implementada dentro das escolas como um meio de aferir o nível das habilidades e competências almejadas pela instituição e também, devido à sua utilização pelo ENEM, uma forma de familiarizar os alunos com questões elaboradas por este método.

 


Palavras-chave


TRI; ENEM; Avaliação.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 PESQUISAR – Revista de Estudos e Pesquisas em Ensino de Geografia



Pesquisar, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2359-1870.