Laboriosas mas redundantes: gênero e mobilidade no trabalho no Brasil dos 90

Nadya Araújo Guimarães

Resumo


O texto aborda a mobilidade, no mercado formal de trabalho, de trabalhadores e trabalhadoras demitidos da indústria brasileira nos anos 90, destacando a importância do enfoque sobre os diferenciais de gênero para a melhor compreensão desse fenômeno. Com base em dados produzidos pelas empresas brasileiras para o sistema de informações e cadastro geral de admitidos e demitidos do Ministério do Trabalho e Emprego, retrabalhados em forma longitudinal (base Raismigra), o texto procura verificar se as trajetórias de mobilidade variam segundo o gênero, o setor da atividade (sua mixidade e a natureza da reestruturação) e o tipo de mercado regional de trabalho (mais ou menos formalizado) onde se busca o emprego.


Palavras-chave


trabalho feminino; desemprego; mobilidade ocupacional; Brasil; indústria

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-026X2001000100005

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons
A Revista Estudos Feministas está sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Revista Estudos Feministas, ISSN 1806-9584, Florianópolis, Brasil.