O governo dos corpos femininos entre as catadoras de lixo: (re)pensando algumas implicações da Educação em Saúde

Autores

  • Fabiane Ferreira da Silva Universidade Federal do Rio Grande
  • Paula Regina Costa Ribeiro Universidade Federal do Rio Grande

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0104-026X2008000200013

Palavras-chave:

Mulheres, Saúde sexual e reprodutiva, Biopolíticas, Educação em Saúde

Resumo

No presente trabalho, buscamos analisar os discursos acerca da saúde sexual e reprodutiva das mulheres que participam da Associação Movimento Solidário Colméia, buscando compreender em que medida essas mulheres vão sendo interpeladas pelos discursos referentes à Educação em Saúde, em especial, as políticas e as campanhas direcionadas aos corpos femininos. Para tanto, analisamos as narrativas dessas mulheres produzidas durante os encontros do curso Mulher e Cidadania. No estudo, problematizamos como esses discursos inscrevem diferentes marcas nos corpos, ensinando costumes, valores, crenças, maneiras de se perceber, de ser e de agir como mulheres e de pensar e atuar com relação aos seus corpos. Nesse sentido, estabelecemos conexões com os Estudos Culturais e de Gênero, nas suas vertentes pós-estruturalistas, e com algumas proposições de Michel Foucault.

Downloads

Publicado

2008-05-02

Edição

Seção

Artigos Temáticos