A Rotulação da Adolescente Infratora em Sentenças de Juízes e Juízas de Direito do Distrito Federal

Autores

  • Marília Montenegro Pessoa de Mello Universidade Católica de Pernambuco. Universidade Federal de Pernambuco. Grupo Asa Branca de Criminologia.
  • Manuela Abath Valenca Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.5007/2177-7055.2016v37n73p141

Palavras-chave:

representações sociais, magistrados, adolescentes, sujeição criminal

Resumo

http://dx.doi.org/10.5007/2177-7055.2016v37n73p141

O presente trabalho explorou o conjunto de representações sociais de magistrados e de magistradas do TJDFT sobre as trajetórias das adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa de internação na Unidade de Internação de Santa Maria, procurando compreender como essa categoria de adolescentes infratoras é construída em sentenças. Para tanto, realizou-se uma análise de conteúdo em 17 sentenças. Verificou-se que há uma ênfase na descrição das “trajetórias perdidas” das meninas no processo de fundamentação da medida de internação. A relação criada entre essa “carreira de indisciplinas” e a medida de internação tem um papel positivo de constituição desse sujeito criminal, nomeando-se o tipo social de quem se espera o comportamento criminoso.

Biografia do Autor

Marília Montenegro Pessoa de Mello, Universidade Católica de Pernambuco. Universidade Federal de Pernambuco. Grupo Asa Branca de Criminologia.

Marília Montenegro Pessoa de Melo é professora da graduação e do programa de pós-graduação da Universidade Católica de Pernambuco, professora da Universidade Federal de Pernambuco, coordenadora do grupo Asa Branca de Criminologia, doutora pela Universidade Federal de Santa Catarina e mestre pela Universidade Federal de Pernambuco.

Manuela Abath Valenca, Universidade de Brasília

Manuela Abath Valenca é doutoranda em Direito pela Universidade de Brasília, mestre pela Universidade Federal de Pernambuco, professora da Universidade Federal de Pernambuco e da Universidade Católica de Pernambuco e pesquisadora no grupo Asa Branca de Criminologia.

Downloads

Publicado

2016-08-21

Edição

Seção

Artigos