Traduzindo o gênero: Gógol, Kafka e Lem

Olga Donata Guerizoli Kempinska

Resumo


Nesse artigo debruço-me sobre o impacto poético da mudança de gênero gramatical das palavras dentro de um texto literário. Com efeito, as diferenças entre as línguas tornam a tradução do gênero e de sua ambivalência muito difícil de ser transposta. Expressas através das palavras que designam roupas e máquinas, as articulações discursivas do sexo e do gênero, intimamente ligadas às condições culturais de sua construção, podem ser observadas nas narrativas de Nicolai Gógol, Franz Kafka e Stanisław Lem.


Palavras-chave


Tradução; Gênero; Identidade

Texto completo:

PDF/A

Referências


ANZIEU, Didier. Le Moi-peau. Paris: Dunod, 1995.

BARTHES, Roland. S/Z. Paris: Seuil, 1970.

BAUDRILLARD, Jean. Le système des objets. Paris: Gallimard, 1968.

DAVID-MÉNARD, Monique, DEUTSCHER, Penelope. Gender. In. CASSIN,

Barbara (org.) Vocabulaire européen des philosophies. Paris: Seuil&Le Robert,

, pp. 495-497.

DERRIDA, Jacques. O animal que logo sou (A seguir). São Paulo: UNESP,

Trad. Fábio Landa.

GLASENAPP, Małgorzata. “Femina astralis – kobiecość w powieściach

fantastycznonaukowych Stanisława Lema”. In. JARZĘBSKI, Jerzy (org.).

Stanisław Lem: pisarz myśliciel, człowiek. Kraków: Wydawnictwo Literackie,

, pp. 256-275.

GÓGOL, Nicolai. Повести. Москва: Мир Книги, 2007.

______,______. O Capote. Rio de Janeiro: Alhambra, 1986. Trad. Maria

Aparecida Botelho Pereira Soares.

______,______. O Capote e outras histórias. São Paulo: Editora 34, 2010. Trad.

Paulo Bezerra.

______,______. O Capote seguido de O retrato. Porto Alegre: LP&M Pocket,

Trad. Roberto Gomes.

JAKOBSON, Roman. Linguística e Comunicação. São Paulo: Cultrix, 1995.

Trad. Izidoro Blikstein e José Paulo Paes.

KAFKA, Franz. Das Werk. Sämtliche Werke. Frankfurt am Main: Zweitausendeins,

O Veredito. Na colônia penal. Trad. Modesto Carone. São Paulo: Companhia das

Letras, 2007.

LAQUEUR, Thomas. Making Sex, Body and Gender from the Greeks to Freud.

Cambridge: Harvard University Press, 1992.

LEM, Stanisław. Opowiadania wybrane. Kraków: Wydawnictwo Literackie,

LÉVI-STRAUSS, Claude. Antropologia estrutural dois. Rio de Janeiro: Tempo

Brasileiro: 1976. Trad. Maria do Carmo Pandolfo.

LIPOVETSKY, Gilles. O império do efêmero. A moda e seu destino nas sociedades

modernas. São Paulo: Companhia das Letras, 2009. Trad. Maria Lucia Machado.

MALLARMÉ, Stéphane. Poésies et autres textes. Paris: Librairie Génerale

Française, 1998.

N’DIAYE, Catherine. A coquetterie ou a paixão do pormenor. Lisboa: Edições

, 1989. Trad. Artur Lopes Cardoso.

NABOKOV, Vladimir. Nicolai Gógol. Uma biografia. São Paulo: Ars Poética,

Trad. Terezinha Barretti Mascarenhas.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7968.2015v35n1p54



Cadernos de Tradução, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 2175-7968.