Técnicas de tradução de unidades fraseológicas em textos jornalísticos (espanhol-português)

Autores

  • Flávia Andressa da Silva Santos Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Angélica Karim Garcia Simão Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Unesp/São José do Rio Preto http://orcid.org/0000-0002-2198-4868

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2015v35n2p289

Palavras-chave:

Técnicas de Tradução, Fraseologia Bilíngue, Texto Jornalístico, Língua Espanhola

Resumo

O presente artigo destina-se a discutir a tradução de unidades fraseológicas (UFs) de um corpus paralelo bilíngue (espanhol-português), composto por textos jornalísticos extraídos do jornal El País espanhol e suas respectivas traduções para o português brasileiro, publicadas no site da UOL (Notícias/Internacional), no período de janeiro de 2011. A análise tem como foco as estratégias e técnicas de tradução utilizadas, bem como os possíveis efeitos de sentido observados no texto de chegada. Para tanto, a reflexão proposta aqui discute e apoia-se nos conceitos de método, estratégias e técnicas de tradução, situando nossa análise na interface entre os Estudos da Tradução e a Fraseologia bilíngue. Nessa perspectiva, entende-se a Tradução como um processo comunicativo, textual e cognitivo e as UFs como unidades léxicas formadas por mais de duas palavras gráficas em seu limite inferior, cujo limite superior situa-se no nível da oração composta. A análise da tradução permitiu constatar o esvaziamento dos sentidos propostos nos textos de partida em função do uso excessivo de traduções literais em vez de equivalentes consagrados na língua de chegada.

Biografia do Autor

Flávia Andressa da Silva Santos, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Flávia Andressa da Silva Santos. Formada em Letras com Habilitação de Tradutor pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho” (IBILCE/Unesp). São José do Rio Preto, São Paulo, Brasil.

Angélica Karim Garcia Simão, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Unesp/São José do Rio Preto

Angélica Karim Garcia Simão. Doutora em Letras pela Universidade de São Paulo (USP). Professor assistente doutor no curso de Bacharelado em Letras com Habilitação de Tradutor pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho” (IBILCE/Unesp). São José do Rio Preto, São Paulo, Brasil.

Referências

AUBERT, F. H. Modalidades tradutórias: teoria e resultados. TradTerm. Revista do Centro Interdepartamental de Tradução e Terminologia. v. 5, n. 1, 1998, p. 99-128.

ASCHER, N. Nem só de dicionários vive o tradutor. Disponível em: http://br.groups.yahoo.com/group/pensamento_luliano/message/307. Acesso: 07/02/2013.

BARBOSA, H. G. Procedimentos técnicos da tradução. Campinas: Pontes, 1990.

CORPAS PASTOR, G. Manual de Fraseología espanhola. Madrid: Gredos, 1996.

COSTA, M. J. D.; ZIPSER, M. E. ; POLCHLOPEK, S. A. Leitura e Tradução no Texto Jornalístico: Os Vários Caminhos do Café. Disponível em http://www.eca.usp.br/caligrama/n_4/09_varios.pdf. Acesso: 17/06/2011

DÍAZ NOCI, J. Las raíces de los géneros periodísticos interpretativos: precedentes históricos formales del reportaje y la entrevista. Estudios sobre el mensaje periodístico. nº 6, 2000, p. 135-152.

GARGUREVICH, J. Géneros Periodísticos. Editorial Pablo de la Torriente: La Habana, 1999.

HERNÁNDEZ GUERRERO, M. J. Técnicas específicas de la traducción periodística. Quaderns. Revista de traducció. nº 13, 2006, p. 125-139.

HOUAISS, Antonio; Villar, Mauro de Salles. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. (edição eletrônica)

HURTADO ALBIR, A. Traducción y traductología: introducción a la Traductología. Madrid: Cátedra, 2001.

LEIVAS WAQUIL, M. Unidades fraseológicas especializadas e técnicas tradutórias. Debate Terminológico. N. 9, nov. 2013, p. 56-81.

LIMA, F. Tradução como representação cultural: olhares sobre o Brasil. 2008. Dissertação de Mestrado – Universidade Estadual Paulista – São José do Rio Preto. Programa de pós-graduação em Estudos Linguísticos.

MOLINER, María. Diccionario de uso del español actual. Edición Electrónica. Version 3.0. Madrid: Gredos, 2008.

PAMIES, A. De la idiomaticidad y sus paradojas. In: CONDE, G. (ed.) Nouveaux apports à létude des expressions figées. Cortil-Wodon (Belgique): InterCommunications & E.M.E. Collection Promimités Didactique. 2007, p. 173-204.

PENADÉS MARTÍNEZ, INMACULADA. Diccionario de locuciones nominales, adjetivas y pronominales para la enseñanza del español. Madrid: Editorial Arco Libros, 2008.

RODRÍGUEZ BETANCOURT, M. Géneros periodísticos: para arropar su hibridez. Estudios sobre el mensaje periodístico. n° 10, 2004, p. 319-328.

OSIMO, Bruno. Traducción periodística. Milão, 2000. Disponível em http://courses.logos.it/pls/dictionary/linguistic_resources.cap_4_27?lang=es Acesso: 20/07/2010.

SARDINHA, T. B. Linguística de Corpus. São Paulo: Editora Manole, 2004.

VINAY DARBELNET

XATARA, C. M.; RIVA, H. C.; RIOS, T. H. C. As dificuldades na tradução de idiomatismos. Cadernos de Tradução, Florianópolis, NUT, v. 8, p. 183-194, 2002.

ZIPSER, Meta Elisabeth; POLCHLOPEK, Silvana Ayub. A interface tradução jornalismo: uma nova experiência em tradução. Eletras, vol. 18, n.18, jul.2009, p. 195- 210.

Downloads

Publicado

2015-09-29