“Confúcio e o menino sem nome”: intertextualidade e adaptação

Márcia Schmaltz

Resumo


Em 2005, Sérgio Capparelli encontrou Márcia Schmaltz no metrô de Pequim e propôs traduzirem juntos narrativas chinesas para crianças e jovens. Deste encontro, resultou numa coleção de mais de duas centenas de contos, que foram parcialmente publicados em 50 fábulas da China fabulosa (CAPPARELLI; SCHMALTZ, 2007) e em Contos sobrenaturais chineses (SCHMALTZ; CAPPARELLI, 2010). Neste artigo são apresentadas algumas reflexões a partir da pesquisa bibliográfica para a preparação desses textos de partida. A primeira refere-se à influência das doutrinas filosóficas da cultura tradicional para a produção literária chinesa, que tem na função educativa uma de suas características proeminentes. A segunda, inter-relaciona conceitos literários como prosa ficcional, literatura infantil e intertextualidade nos diferentes sistemas culturais envolvidos, que devem ser levados em conta pelo tradutor. A terceira é relativa ao processo de reconstituição da narrativa “Confúcio e o menino sem nome” e aos textos alusivos a esse encontro. Finalmente, a quarta reflexão focaliza-se na tradução. Nela são discutidas as decisões tomadas, tendo em conta os aspectos intrínsecos do texto de partida no sistema cultural chinês para sua transposição ao sistema da cultura-alvo. 


Palavras-chave


Tradução chinês e português; Literatura infanto-juvenil; Cultura chinesa; Filosofia chinesa

Texto completo:

PDF/A

Referências


BAN, Gu. Han Shu [Anais de Han]. Disponível em: http://ctext.org/han-shu/ens.

BASSNET-MCGUIRE, Susan. Estudos de Tradução. Tradução de Sônia T. Gehring, Letícia V. Abreu e Paula A. R. Antinolfi. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2005.

BRESNER, Lisa. Contes Chinois, Le Bouvier et la Tisserande. Paris: L’école des Loisirs, 2000.

CAPPARELLI, Sérgio; SCHMALTZ, Márcia. 50 Fábulas da China Fabulosa. Porto Alegre: LP&M, 2007.

Cihai. Xangai: Shanghai Cishu, 1999.

Dongyuan Zazi [Enciclopédia Dongyuan]. Disponível em: http://gallica.bnf.fr/ark:/12148/btv1b9006527j/f8.image.langEN

FAIRBANK, John; GOLDMAN, Merle. China: uma nova história. Tradução de Marisa Motta. Porto Alegre: LP&M, 2006.

GONG, Pengcheng. Zhongguo Chuantong Wenhua Shiwu Jiang [Quinze tópicos sobre a cultura tradicional chinesa]. Pequim: Peking University Press, 2006.

GRANET, Marcel. O pensamento chinês. Tradução de César Benjamin. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

JIANG, Feng; HAN, Jin. Zhongguo Wenxue Shi [História da Literatura Infantil da China]. Hefei: Anhui Jiaoyu Chubanshe, 1998.

LIE, Yukou. Liezi. Disponível em: http://ctext.org/liezi/tang-wen/zhs.

LIMA, Ronaldo; ORGADO, Gisele T.M.R. “Interpretar e traduzir a língua dos Smurfs”, in Cadernos de literatura em tradução, 12, p. 113-124, 2011.

LIU, An. Huainan zi [O príncipe de Huainan]. Disponível em: http://ctext.org/huainanzi/xiu-wu-xun/zhs

LIU, Xiang. Zhan Guo Ce [Estratégias dos Estados Combatentes]. Disponível em: http://ctext.org/zhan-guo-ce/zhs.

LV, Kai. Huainan zi: shenxian daojia [Huainan zi: o daoísta imortal]. Taipei: Shibao wenhua, 1995.

Lunyu [Analectos]. Disponível em: http://ctext.org/analects.

MILTON, John. Translation Studies and Adaptation Studies. In: PYM, Anthony; PEREKRESTENKO, Alexander (eds.) Translation Research Projects 2. Tarragona: Intercultural Studies Group, p. 51-58, 2009.

SCHMALTZ, Márcia. “‘Os três reis’: reflexões a partir de um conto não publicado”. In: Cadernos de literatura em tradução 12, p.173-186, 2011.

______. “A literatura infantil chinesa da poesia à prosa: Uma história sem espaço à criança”. Tigre Albino 2(1), 2008. Disponível em: http://www.tigrealbino.com.br/texto.php?idtitulo=1eb7c72bdf826fe4700f977b9658e5ef&&idvolume=8019c0e24c8199c19b45b5b7170ec4e9

______. “Metáfora conceptual de tempo em fábula chinesa”. Organon 21, p. 35-52, 2007.

SCHMALTZ, Márcia; CAPPARELLI, Sérgio. Contos sobrenaturais chineses. Porto Alegre: L&PM, 2010.

SIMA, Qian. Shiji [Anais da história]. Disponível em: http://ctext.org/shiji/kong-zi-shi-jia/zhs

TIAN, Guixiang; GUO, Bensi. “Zhang Tianyi de jiaohua qingjie” [O enredo moralizante das histórias infantis de Zhang Tianyi]. In: Qilu Xuebao, n.5, p. 103-105, 2007.

WALTY, Ivete. “Intertextualidade”, E-Dicionário de Termos Literários, coord. de Carlos Ceia. Disponível em: http://www.edtl.com.pt.

WANG, Yinglin. Sanzijing [Ode de três caracteres]. Disponível em: http://ctext.org/three-character-classic/zhs

WANG, Zijing. “Handai Qi Lu shentong” [Meninos prodígios de Qi e Lu da dinastia Han]. In Qi Lu Wenhua Yanjiu, disponível em: http://www.qlwh.com/jidi/xinshu.asp?id=612.

XU Zhigang. Lunyu Tongyi [Interpretação de Analectos]. Pequim: Renmin Wenxue Chubanshe, 2003.

ZHANG, Lei (ed.) Zhongguo Gudai Zhexue Dadian [Clássicos da filosofia antiga chinesa]. Wuhan: Editora da Universidade Politécnica de Wuhan, 1989.

ZHOU, Shuren. “Zhongguo xiaoshuo shilue” [História concisa da literatura em prosa da China]. In: Lu Xun Quanji [Obra Completa de Lu Xun]. Pequim: Renmin Chubanshe, v.9, p.147-450, 1973.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7968.2016v36n1p114



Cadernos de Tradução, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 2175-7968.