A terra ama e a borda estrangeira: uma arqueologia da tradução na França

Autores

  • Antoine Berman
  • Tradução de Gilles Jean Abes Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2017v37n3p280

Palavras-chave:

História, Tradução, França, Du Bellay, Etnocentrismo

Resumo

Tradução, para o português, do artigo de Antoine Berman "La terre nourrice et le bord étranger", publicado na revista Communications, 43, 1986. Le croisement des cultures. pp. 205-224. Este texto é uma versão modificada de um seminário sobre a língua materna, a tradução e as línguas estrangeiras, que foi ministrado em maio de 1984 por Berman no Collège international de philosophie (Paris).

Biografia do Autor

Tradução de Gilles Jean Abes, Universidade Federal de Santa Catarina

Professor adjunto do DLLE na Universidade Federal de Santa Catarina e professor permanente do programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução (UFSC). Possui doutorado no Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução.

Downloads

Publicado

2017-09-05

Edição

Seção

Artigos traduzidos