Traduction et Informatique - Le Retour de la Microsémantique

Autores

  • Ronaldo Lima Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Resumo

O PROCESSAMENTO AUTOMÁTICO DE LÍNGUAS (PLN) é um domínio de aplicação complexo, trata-se de um dos vários ramos da Inteligência Artificial. Seu desenvolvimento foi entravado por lacunas da lingüística teórica, que deixa ainda muito a desejar, principalmente em semântica. Este artigo é destinado aos lingüistas, aos tradutores, aos especialistas em informática e a todos aqueles que praticam a traduçãode textos. Nossos objetivos aqui são três: (i) chamar a atenção para aintrodução da informática nas várias atividades ligadas ao estudodas línguas; (ii) salientar a importância das descrições lingüísticas com vistas à formalização e implementação dos dados analisados por sistemas informáticos operacionais; (iii) mostrar, enfim, o papel crucial dos estudos em microsemântica (ou semântica lexical) para o avanço das pesquisas em aplicações como a indexação elaborada e a Tradução Auxiliada por Computador (TAC).

Biografia do Autor

Ronaldo Lima, Universidade Federal de Santa Catarina

Possui doutorado em Sciences Du Langage - Université de Nice Sophia Antipolis - França (1995), mestrado em Lingüística pela Universidade Federal de Santa Catarina (1990) e graduação em Letras pela Universidade Federal de Santa Catarina (1987). É professor do departamento de Língua e Literatura Estrangeiras da Universidade Federal de Santa Catarina. Atua também como docente do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução - UFSC. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Tradução, atuando principalmente nos seguintes temas: tradução, lexicologia, língua de especialidade e ensino de língua estrangeira.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

1996-01-01

Edição

Seção

Artigos