Déjà Vu: tradução assistida ao pormenor.

Leonel Morgado

Resumo


No campo da tradução assistida por computador, apresenta-se
aqui o programa Déjà Vu. Entre outras características interessantes, este programa possui uma funcionalidade fundamental e pioneira, que contribui significativamente para a melhoria do desempenho, da coerência e da rapidez do trabalho de tradução: o reaproveitamento automático de partes de expressões, não apenas de expressões inteiras. O tradutor pode, rapidamente, enviar para a memória de tradução pares linguísticos tão simples como uma simples palavra e a respectiva tradução, não apenas frases inteiras. À medida que o programa Déjà Vu recebe os pares, passa a utilizá-los para traduzir pedaços das frases e expressões que vão surgindo, não apenas frases inteiras (se o tradutor preferir, o Déjà Vu pode apenas sugerir as traduções, em vez de as aplicar). Desta forma, o tradutor é apoiado automaticamente, mas não apenas na terminologia e nos casos de repetição de frases, como é mais habitual. Pode passar a ter apoio relativamente às formas que utiliza para expressões ou combinações de palavras que se revelem frequentes num projecto específico, ainda que não sejam suficientemente relevante para integrar glossários ou outras bases de dados terminológicas.

Palavras-chave


Tradução assistida por computador, montagem de expressões, montagem automática, tradução de pedaços, tradução parcelar de segmentos, Déjà Vu, DéjàVu, Deja Vu, DejaVu.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x



Cadernos de Tradução, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 2175-7968.