Dicionário multilíngüe de regência verbal: uma proposta.

Autores

  • Claudia Zavaglia UNESP –São José do Rio Preto
  • Rosa Maria da Silva UNESP –São José do Rio Preto

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

regência verbal, dicionário multilíngüe.

Resumo

Este trabalho expõe a proposta de elaboração parcial de uma obra de referência multilíngüe especial e inédita: um dicionário de regência verbal, cujos verbos do corpus apresentem complementos preposicionados, na direção português-alemão / espanhol / francês / inglês / italiano / japonês. Considerando-se um levantamento dos verbos transitivos indiretos ou transitivos diretos e indiretos mais usuais da língua portuguesa do Brasil, constituir-se-á o conjunto de entradas e o arcabouço microestrutural básico a receber, em etapa posterior, os respectivos verbos equivalentes nos seis idiomas indicados. Com essa pesquisa, acreditamos contribuir de modo efetivo para o desenvolvimento da lexicografia especial no país, atendendo a uma necessidade específica e central de diversos tipos de consulentes, sobretudo na produção textual em língua estrangeira.

Biografia do Autor

Claudia Zavaglia, UNESP –São José do Rio Preto

possui graduação em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1988), mestrado em Letras (Língua e Literatura Italiana) pela Universidade de São Paulo (1997) e doutorado em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2002). Atualmente é professor assistente doutor da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP - Campus de São José do Rio Preto - SP - IBILCE. Desde 2003, atua na Pós-graduação em Estudos Lingüísticos da UNESP/IBILCE, na linha Descrição e Análise do Léxico Geral ou Especializado, direcionando suas pesquisas, substancialmente, para a Lexicologia e Lexicografia, além da Tradutologia. Além disso, leciona a disciplina intitulada Tratamento Automático das Línguas Naturais, introduzindo uma área de pesquisa inovadora e promissora ao programa, a saber, a Lingüística Computacional e suas diversas interfaces. Durante seu doutoramento, realizou estágio sanduíche, no Istituto di Linguistica Computazionale di Pisa ILC na Itália, fomentado pelo CNPq, em 2001. Na USP-ICMC, campus de São Carlos, de 2003 a 2004, como bolsista do CNPq, realizou seu pós-doutoramento em Lingüística Computacional, junto ao Núcleo Interinstitucional de Lingüística Computacional NILC focalizando seu trabalho e pesquisa na elaboração de Ontologias Especializadas e sua aplicação computacional.

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Rosa Maria da Silva, UNESP –São José do Rio Preto

Possui graduação em Licenciatura em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1979), mestrado em Letras (Teoria da Literatura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1987) e doutorado em Letras (Teoria da Literatura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1998). Atualmente é professor assistente-doutor da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Espanhola, atuando principalmente nos seguintes campos: ensino de língua espanhola, lexicografia e e cultura espanhola. Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2006-04-30

Edição

Seção

Artigos