Avaliação das crianças na educação e outros processos avaliativos revelados em uma pesquisa.

Fábio Tomaz Alves

Resumo


O texto a seguir foi produzido a partir dos resultados de uma pesquisa que realizei em nível de mestrado, onde se procurei refletir acerca dos processos de construção da avaliação das crianças nas instituições de educação infantil da RME de Florianópolis. Para tanto, busquei apoio nas bases de dados da ANPEd e da CAPES (2004-2009), na legislação, nos documentos orientadores e nas publicações sobre o tema. Foram pesquisadas 10 instituições da RME de Florianópolis, onde fiz uso dos seguintes recursos metodológicos: análise de documentos; entrevistas semi-estruturadas; aplicação de questionários. A pesquisa evidenciou: preocupação com o estabelecimento de vínculos entre a avaliação das crianças na educação infantil com os processos de ranqueamento da educação; presença de 4 concepções de avaliação (Diagnóstica, Desenvolvimentista e Classificatória; Processual, Formativa e Mediadora; Institucional; Emancipatória); coexistência nas instituições de Educação Infantil da RME de Florianópolis das concepções de Avaliação Diagnóstica, Desenvolvimentista e Classificatória e da Avaliação Processual, Formativa e Mediadora; preponderância dos relatórios de grupos, dos relatórios individuais e dos portfólios sendo usados como instrumentos avaliativos; entendimento de que os processos de avaliação das crianças na Educação Infantil estão em movimento, como um cata-vento, e de que seus elementos estruturais são: a observação, o planejamento, o registro, a análise avaliativa, a socialização da análise e o replanejamento das ações educativas.


Palavras-chave


Educação Infantil; Avaliação; Legislação; Proposta educacional

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1980-4512.2013n27p48

Zero-a-Seis, ISSN 1980-4512 Florianópolis, Brasil.