O que é Jardim da Infância: aspectos para uma pauta de discussões sobre defesas em conflito na história da educação infantil brasileira (1960)

Rosane Michelli de Castro, Vandeí Pinto da Silva, Cláudia Cristina de Farias dos Santos de Moura

Resumo


Apresentamos, neste artigo, aspectos do manual de ensino O que é Jardim da Infância, para uma pauta de discussões sobre defesas em conflito na história da Educação Infantil brasileira, na década de 1960. Tal artigo é decorrente das discussões originadas na disciplina de Didática, nas linhas de pesquisa sobre história da educação, centralmente, sobre aspectos históricos da Didática em manuais didáticos elaborados no âmbito das políticas públicas educacionais, como do manual mencionado, publicado no âmbito Programa de Assistência Brasileiro-Americana ao Ensino Elementar - PABAEE – desenvolvido em Belo Horizonte-MG. O método de análise dos dados utilizado foi o de Análise de conteúdo, de Bardin (1977), o qual consiste em enfocar os diferentes aspectos constitutivos de seu sentido, como: o momento histórico e lugar social em que foi produzido O que é Jardim da Infância; público a que se destinava; objetivos e necessidades a que respondia, assim como, as contribuições para a formação de professores primários no Brasil, no momento histórico de publicação desse manual. 


Palavras-chave


Educação; Educação infantil; Defesas em conflitos; História da educação brasileira; Pauta de discussões

Texto completo:

PDF/A

Referências


ABREU, Claudia Bergerhoff Leite de; EITERER, Carmem Lucia. A Ênfase Metodológica na Formação de Professores no PABAEE. Linhas, Florianópolis, v. 9, n. 1, p. 93. 108, jan. / jun. 2008.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições. 70, 1977.

BUFFA, Ester.; NOSELLA, Paolo. A educação negada: introdução estudo da educação brasileira contemporânea. São Paulo: Cortez, 1991.

CARVALHO, Anna Maria Pessoa de (Coord.). A formação do professor e a prática de ensino. São Paulo: Pioneira, 1988.

CARVALHO, Marta Maria Chagas de. A caixa de utensílios e o tratado: modelos pedagógicos, manuais de pedagogia e práticas de leitura de professores. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 4., 2006, Goiânia. Anais eletrônicos... Goiânia: SBHE, 2006. CD-ROM

CHERVEL, André. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria e Educação, Porto Alegre, n. 2, p. 177-229, 1990.

CORREA, Mariza. A revolução dos normalistas. Cadernos de Pesquisas. São Paulo: n.66, 1988.

CRAIDY, Carmem Maria; KAERCHER, Gládis. E. (Org.). Educação Infantil – Pra que te quero? Porto Alegre: Artmed, 2001.

VAROTTO-MACHADO, Michele. A Educação das Crianças Menores de 06 anos sobre a perspectiva de Heloísa Marinho, Nazira Féres Abi-Sáber, Celina Airlie Nina e Odilon de Andrade Filho: Uma análise de suas Ideias Pedagógicas (1934-1971). 303f. Tese (Doutorado em Educação), Universidade Federal de São Carlos – UFSCar, São Carlos-SP, 2015.

PAIVA, Edil Vasconcellos; PAIXÃO, Léa Pinheiro. PABAEE (1956-1964): a americanização do ensino elementar? Niterói: EdUFF, 2002.

REIS, Viviane Cássia Teixeira. A história da Didática no Instituto de Educação Leônidas do Amaral Vieira – Santa Cruz do Rio Pardo (1953-1975). 2015. 219f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília.

ROMANELLI, Otaíza de Oliveira. História da Educação no Brasil. São Paulo: Vozes, 2012.

SAVIANI, Dermeval. A filosofia da educação no Brasil e sua veiculação pela RBEP. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v.65, 1984.

SILVA, Vandeí Pinto da. Didática e o processo de ensino e aprendizagem: intencionalidade e autonomia. In: X Congresso Estadual Paulista sobre formação de educadores. Tema: Formação de professores e a prática docente: os dilemas contemporâneos, 2009. ISSN: 21757054. p. 6923-6929. Disponível em: http://www.unesp.br/portal#!/prograd/e-livros-prograd/. Consulta: 06/08/2017.

SILVA, Vivian Batista. Uma história das leituras para professores: análise da produção e circulação de saberes especializados nos manuais pedagógicos (1930-1971). Revista Brasileira de História da Educação, Campinas, SP, n. 6, p. 29-57, jul./dez. 2003.




DOI: https://doi.org/10.5007/1980-4512.2017v19n36p464

Zero-a-Seis, ISSN 1980-4512 Florianópolis, Brasil.