A brincadeira das crianças como experiência social de elaboração de conhecimentos acerca do mundo físico na Educação Infantil

Gizelda Gomes da Silva, Luciane Schulz, Daniela Tomio

Resumo


Com o objetivo de compreender articulações entre as brincadeiras nas experiências
sociais das crianças com a elaboração de conhecimentos acerca do mundo físico, relatamos
uma experiência, a partir de uma pesquisa-ação, em um contexto de Educação Infantil, com 23
crianças, nível IV de um Centro Municipal de Educação Infantil e sua professora na cidade do
Natal (RN). Partindo de compreensões teóricas acerca do brincar, dos objetivos previstos nas
Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil e de práticas educativas por
investigação, desenvolvemos duas sequências didáticas sobre o ciclo da chuva e da gravidade.
As interpretações nos permitiram concluir que: as crianças desenvolveram o pensamento ao
tomarem decisões, testarem hipóteses e sistematizarem suas compreensões para os
fenômenos naturais que apareciam em suas brincadeiras; a Educação Infantil é um espaço de
produção de saberes que valoriza as características da infância, possibilitando ao docente
constituir-se pesquisador de suas práticas educativas.


Palavras-chave


Brincadeiras; Conhecimentos científicos; Educação Infantil; Experiências sociais

Texto completo:

PDF/A

Referências


BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: . Acesso em 06 set. 2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil. Secretaria de Educação Básica. Brasília : MEC, SEB, 2010.

CAMPOS, Maria Cristina Cunha; NIGRO, Rogério Gonçalves. Didática das Ciências: o ensino aprendizagem como

investigação. São Paulo: FTD, 1999.

CAMPOS, Maria Cristina Cunha; NIGRO, Rogério Gonçalves. O ensino-aprendizagem como investigação. São Paulo, FTD, 2009.

CAPECCHI, Maria Candida Varone de Morais. Problematização no ensino de Ciências. In: CARVALHO, Anna Maria Pessoa de. (Org.). Ensino de ciências por investigação: condições para implementação em sala de aula. São Paulo: Cengage Learning. 2013, p.21-39.

CARVALHO, Anna Maria Pessoa de. Las practices experimentales en el proceso de enculturación cientifica. In: GATICA, Mario Quintanilla; ADÚRIZ-BRAVO, Agustin (Ed). Enseñar ciencias en el Nuevo milenio: retos e propuestas. Santiago: Universidade católica de Chile, 2006.

CARVALHO, Anna Maria Pessoa de, et al. Ensino por Investigação: condições para implementação em sala de aula.São Paulo: Cengage Learning, 2013.

DELIZOICOV, Demétrio.; ANGOTTI, José André; PERNAMBUCO, Marta Maria. Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2003.

DORNELLES, Leni Vieira. Na escola infantil todo mundo brinca se você brinca. In CRAIDY, Carmem; KAERCHER, Gládis Elise da Silva. Educação Infantil: pra que te quero? Porto Alegre: Artmed, 2001. p. 101-108.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. 24ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra. 2001.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 50ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

FRITZEN, Maristela Pereira. O olhar da etnografia no fazer pesquisa qualitativa: algumas reflexões teórico-metodológicas. In: FRITZEN, Maristela Pereira; LUCENA, Maria Inêz Probst. O olhar da etnografia em contextos educacionais: interpretando práticas de linguagem. Blumenau: Edifurb, 2012. p.55-72.

KISHIMOTO, Tizuko Morchida. O jogo e a educação infantil. Perspectiva, Florianópolis, v. 12, n. 22, p. 105-128, jan. 1994. ISSN 2175-795X. Disponível em: . Acesso em 20 abr. 2017.

LIMA, Maria Emília Caixeta de Castro; LOUREIRO, Mairy Barbosa. Trilha para Ensinar Ciências para Crianças. Belo Horizonte, MG: Fino Traço, 2013.

MACEDO, Roberto Sidnei. A Etnopesquisa Crítica e Multirreferencial nas Ciências Humanas e na Educação. Salvador: EDUFBA, 2004.

MARTINS, André Ferrer Pinto. Palavras, textos & contextos. In: PAVÃO, Antônio Carlos (Coord.). Coleção Explorando o Ensino: Ciências: ensino fundamental. v. 18. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2010, p. 11-24.

SCHIEL, Dietrich; ORLANDI, Angelina Sofia. Ensino de Ciências por investigação. Centro de Divulgação Científica e Cultural. USP, 2009. Disponível em http://www.cdcc.usp.br/maomassa/Livros/livro09/livro09Documentos/livro_enscien09.pdf. Acesso em 19 nov.2015.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da Pesquisa-ação. 18.ed. São Paulo: Cortez; 2011.




DOI: https://doi.org/10.5007/1980-4512.2018v20n38p469

Zero-a-Seis, ISSN 1980-4512 Florianópolis, Brasil.