Pequenas vidas migrantes: a educação como fator de integração

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1980-4512.2021.e73456

Palavras-chave:

Integração, Educação, Elementary School., Imigrantes

Resumo

O relato procura analisar a relação entre a inserção de crianças no ambiente escolar, da educação e seus impactos em termos de integração, tanto da criança, como dos adultos que a acompanham. Destaca-se que essa análise será feita com base numa experiência migratória concreta, em que a metodologia de construção do argumento se inicia com a exposição da produção acadêmica sobre o tema da integração, seguida pelo relato da experiência vivida numa construção autoetnográfica. Durante o relato, apresentar-se-ão reflexões no sentido de salientar a importância da experiência escolar de migrantes como um fator crucial para a integração em suas comunidades de destino, além de apontar algumas ações que podem ser vistas como boas práticas a serem desenvolvidas em outros contextos migratórios, como é o caso de diversos espaços brasileiros que vivenciam a chegada de imigrantes em seus espaços escolares.

Biografia do Autor

João Carlos Jarochinski Silva, Universidade Federal de Roraima - UFRR

Diretor do Centro de Ciências Humanas (CCH/UFRR) e Professor Adjunto C3 na Universidade Federal de Roraima (UFRR) do curso de Relações Internacionais e do Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Fronteiras (PPGSOF) - orientador de mestrado; Pós-doutor pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) vinculado ao Núcleo de Estudos de População 'Elza Berquó' (NEPO); Membro da diretoria da ABRI (Associação Brasileira de Relações Internacionais), gestão 2019-2021; Doutor em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP) com ênfase em Relações Internacionais e período sanduíche no Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa (IGOT/UL) - bolsista Capes; Mestre em Direito Internacional pela Universidade Católica de Santos (UNISANTOS) - bolsista CAPES; Especialista em Filosofia pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP); Advogado graduado pela Faculdade de Direito de Sorocaba (FADI); Bacharel e Licenciado em História pela Universidade de São Paulo (USP). Foi Pesquisador colaborador junto ao NEPO/Unicamp (2020). Foi Research Fellow junto ao Center of Latin American & Latino Studies da American University em Washington D.C. (2019-2020) e Investigador Visitante no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES/UC) (2015-2016). Recebeu beca de residência para realizar estudos para o seu mestrado no Oñati International Institute for the Sociology of Law (2008). Professor vinculado ao PROCAD/Amazônia da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA), em conjunto com a UFRR e a Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF). Foca suas pesquisas em temas relacionados às migrações internacionais, ao refúgio e às fronteiras, com especial interesse em políticas migratórias.

Referências

AGER, Alastair; STRANG, Alison. Understanding integration: A conceptual framework. Journal of refugee studies, v. 21, n. 2, p. 166-191, 2008.

BARBOSA, Raul Felix. Integrando imigrantes e refugiados: em busca de definições. Caderno Eletrônico de Ciências Sociais, v. 6, n. 1, p. 24-43, 2018.

BAUMAN, Zygmunt. A cultura no mundo líquido moderno. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

CASTLES, Stephen. et al. Integration: mapping the field. Londres: Home Office Immigration Research and Statistics Service, 2002.

FAVELL, Adrian. (2003), Integration Nations: The Nation-State and research on Immigrants in Western Europe. In: BROCHMANN, G. (org.) Multicultural Challenge (Comparative Social Research). Bingley: Emerald Group, p. 13-42, 2003.

HORTAS, Maria João. Territories of integration: the children of immigrants in the schools of the Metropolitan Area of Lisbon. Intercultural Education, v. 19, n.5, p. 421-433, 2008.

KUHLMAN, Tom. The economic integration of refugees in developing countries: a research model. Journal of Refugee Studies, v. 4, n. 1, p. 1-20, 1991.

MIRANDA, Uiara Lopes. A Condição de Refúgio: reflexões analíticas a partir da experiência brasileira. 2020. Dissertação (mestrado em administração pública) – Fundação João Pinheiro, Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho, Belo Horizonte, 2020.

NORÕES, Katia Cristina. De criança a estrangeira, de estrangeira a criança: mobilização social, agenda política e educação pública no município de São Paulo. 2018. Tese (doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2018.

OLIVEIRA, Dalila Andrade. O imigrante na política educacional brasileira: um sujeito ausente. Práxis Educativa, v. 15, p. 1-15, 2020. Disponível em: <http://www.revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa>. Acesso em: 16 jul. 2020.

SANTOS, Silvio Matheus Alves. M. O método da autoetnografia na pesquisa sociológica: atores, perspectivas e desafios. Plural, 24(1), p. 214-241, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2017.113972. Acesso em: 28 abr. 2020.

SAYAD, Abdelmalek. Imigração ou os paradoxos da alteridade. São Paulo: Edusp, 1998.

SZERMETA, Ivy Serena Oliveira. O Processo de Integração dos Refugiados na Comunidade Anfitriã: estudos com migrantes venezuelanos. 2020. Dissertação (mestrado em Administração) – Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Atuária, Universidade de São Paulo, 2020.

WACQUANT, Loïc. As duas faces do gueto. São Paulo: Boitempo, 2008.

Downloads

Publicado

2021-03-12