Maturidade Organizacional em Inteligência Competitiva – O Caso de uma Instituição Financeira Brasileira

Leonel Cezar Rodrigues, Júlio Cesar Volpp, Waldir Rechziegel

Resumo


Este estudo tem como objetivo geral caracterizar e identificar o grau de maturidade em uso de Inteligência Competitiva (IC) de uma instituição financeira em um país emergente, segundo modelo de maturidade consagrado na literatura. Para realização deste trabalho, o método escolhido foi o estudo de caso único. Foram realizadas quatro coletas de dados em áreas distintas da organização estudada: Marketing, Segurança Física, Relações Internacionais e Gestão de Riscos de Ativos. Os principais resultados indicam que duas áreas apresentam maturidade em Nível 1 – Informal, e outras duas áreas apresentam maturidade em Nível 2 – Formal. As principais conclusões apontam para a coerência dos critérios e elementos que sustentam a lógica do modelo de maturidade testado. Demonstram ainda que na organização estudada a IC é descentralizada e que o modus operandi da IC nessa organização é intuitivo e avançado para seu nível de maturidade.


Palavras-chave


Inteligência Competitiva; Maturidade em Inteligência Competitiva; Modelo de Maturidade

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8077.2014v16n38p126

Revista de Ciências da Administração, Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Administração, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial da Revista RCA, encaminhe um e-mail para rca.cse@contato.ufsc.br

ISSNe 2175-8077    ISSN 1516-3865

Licença Creative Commons
This obra is licensed under a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.