Cine y ciencia: un análisis de los estereotipos presentes en la película infantil Frankenweenie, de Tim Burton

Graziele Ap. de Moraes Scalfi, Maísa Maryelli de Oliveira

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar, à luz dos estudos culturais, como os processos relacionados à marcação das identidades de gênero e reforço de estereótipos associados com cientistas e prática científica estão presentes no filme Frankenweenie, produzido pela Disney e dirigido por Tim Burton. A metodologia aplicada a este artigo foi a análise de conteúdo, método que se caracteriza pela utilização de um conjunto de técnicas que tentam descrever e interpretar o conteúdo de comunicação. Os resultados apontam alguns reforços de estereótipo quanto ao gênero e à imagem solitária e egocêntrica do cientista, bem como a ausência de uma visão crítica da ciência do cientista na contemporaneidade. Este estudo permitirá o cruzamento de discursos sobre a ciência no campo da divulgação científica, mostrando que a produção cinematográfica pode ser uma excelente fonte de pesquisa para os estudos culturais da ciência. Acredita-se que análises deste tipo podem levantar discussões sobre como o cinema pode ser usado em benefício do desenvolvimento do senso crítico das crianças e do aprendizado sobre como compreender e resignificar o mundo que as cerca.


Palavras-chave


divulgação da ciência; ciência; gênero; estereótipo; Frankenweenie

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1982-5153.2015v8n2p183

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Alexandria: R. Educ. Ci. Tec., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1982-5153

Licença Creative Commons

Está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.