Processos de problematização em aulas de física: uma análise sobre estágios curriculares

Cleber de Souza Silva, Maria Cristina Martins Penido

Resumo


A prática pedagógica dos futuros professores de Física continua sendo alvo relevante de pesquisas em educação científica. Nesse trabalho, analisamos os processos de problematização desenvolvidos por licenciandos de uma universidade brasileira durante os estágios curriculares de regência. A problematização é entendida como processo dialógico de desafio à leitura de mundo dos educandos. A partir de reflexões teóricas, destacamos três dimensões dos processos de problematização. A investigação foi desenvolvida na perspectiva qualitativa e utilizando gravações em vídeo das aulas de estágio de regência. Nos resultados da pesquisa, identificamos elementos na prática de ensino dos licenciandos que são próximos apenas da dimensão de Problematização do Conhecimento da Física. Esse fato evidencia a necessidade formativa quanto à capacidade de criar alternativas para as abordagens do conhecimento primeiro dos estudantes e para aplicação do conhecimento novo numa perspectiva problematizadora.


Palavras-chave


Ensino de física; Estágio curricular; Formação inicial de professores; Prática de ensino; Problematização

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1982-5153.2016v9n1p315

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Alexandria: R. Educ. Ci. Tec., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1982-5153

Licença Creative Commons

Está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.