Análise de uma disciplina em práticas de ensino de física na perspectiva da teoria histórico-cultural da atividade

Glauco dos S. F. da Silva, Alberto Villani

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar e discutir, à luz da Teoria da Atividade, o episódio da atividade de confeccionar o roteiro de experimentos levados para escola por estagiários, no contexto de uma disciplina de Práticas em Ensino de Física em que havia 100 horas de carga horária de Estágio Supervisionado, de uma universidade pública estadual. Mostraremos a gênese da atividade enquanto um planejamento da equipe pedagógica, as modificações nas atividades a partir de uma discussão entre a professora e os licenciandos, a mudança e nova proposta que emerge de um processo coletivo entre os licenciandos e a professora. Vamos defender a ideia de que as mudanças ocorridas no decurso da atividade, resultando em uma nova proposta, estão relacionadas com a vivência dos licenciandos na escola durante a realização do Estágio Supervisionado. 


Palavras-chave


Ensino de física; Formação docente; Prática de ensino de física; Teoria da atividade

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1982-5153.2017v10n2p3

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Alexandria: R. Educ. Ci. Tec., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1982-5153

Licença Creative Commons

Está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.