Análise de uma disciplina em práticas de ensino de física na perspectiva da teoria histórico-cultural da atividade

Autores

  • Glauco dos S. F. da Silva Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, Petrópolis
  • Alberto Villani Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5007/1982-5153.2017v10n2p3

Palavras-chave:

Ensino de física, Formação docente, Prática de ensino de física, Teoria da atividade

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar e discutir, à luz da Teoria da Atividade, o episódio da atividade de confeccionar o roteiro de experimentos levados para escola por estagiários, no contexto de uma disciplina de Práticas em Ensino de Física em que havia 100 horas de carga horária de Estágio Supervisionado, de uma universidade pública estadual. Mostraremos a gênese da atividade enquanto um planejamento da equipe pedagógica, as modificações nas atividades a partir de uma discussão entre a professora e os licenciandos, a mudança e nova proposta que emerge de um processo coletivo entre os licenciandos e a professora. Vamos defender a ideia de que as mudanças ocorridas no decurso da atividade, resultando em uma nova proposta, estão relacionadas com a vivência dos licenciandos na escola durante a realização do Estágio Supervisionado. 

Biografia do Autor

Glauco dos S. F. da Silva, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, Petrópolis

Possui Licenciatura em Física pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2003), mestrado (2008) e doutorado (2013) em Ensino de Ciências (Modalidade Física) pela Universidade de São Paulo, tendo realizado estágio no exterior (Programas de Bolsa Sanduíche da CAPES) junto ao Graduate Center of City University of New York (fevereiro a agosto de 2012). Atualmente é professor efetivo do CEFET/RJ - Campus Petrópolis, pesquisador no Núcleo de Atividades e Pesquisa em Ensino de Física (NAPEF) deste campus. É o atual Coordenador Institucional do Pibid e atua no Programa de Pós-graduação em Ciência, Tecnologia e Educação (PPCTE), ambos no CEFET/RJ. 

Alberto Villani, Universidade de São Paulo

Possui graduação em Filosofia - Licenza - Aloisianum Facultas Philosophica (1966), graduação em Fisica - Laurea - Universita degli Studi di Padova (1969) e doutorado em Física pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1972), Livre Docência pela Universidade de São Paulo (1987) e pós-doutorado pela Universitá di Bologna (1989). Atualmente é Professor Sênior no Instituto de Física e atua no Programa de Pós-graduação Interunidades em Ensino de Ciências da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2017-11-24

Edição

Seção

Artigos