Ficção–Fricção: operando aberturas de ar e produzindo educação matemática de/na/com/para educação do campo

Ronilce Maira Garcia Lopes, Diego Matos Gondim

Resumo


Este artigo tem como escopo entranhar nos estranhamentos de uma dissertação intitulada: Histórias de uma pesquisa(dora) em uma escola do campo com professores que lecionam Matemática. Para tanto, o artigo fricciona a ficção de algumas partes da dissertação: no primeiro ato tem se quatro episódios com intervenções e no segundo ato, apresentam-se documentos sobre Educação do Campo e discute-se como a Educação Matemática tem se friccionado na/de/para/com a Educação do Campo. Desse modo, os fios puxados aqui entranham no emaranhado de uma Dissertação que encontra na ficção uma maneira de friccionar alguns acontecimentos/estranhamentos vivenciados por uma pesquisa(dora) nos territórios existenciais de vidas.


Palavras-chave


Educação matemática; Educação do campo; Ficção; Filosofias da diferença; Escola do campo

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1982-5153.2018v11n3p87

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Alexandria: R. Educ. Ci. Tec., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1982-5153

Licença Creative Commons

Está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.