Estudo de caso do Programa de Educação Ambiental Fruto da Terra: contextualização e não disciplinarização em um projeto na educação fundamental

Sheila Ceccon, Maurício Compiani, João Luiz de Moraes Hoeffel

Resumo


A pesquisa aqui relatada é um Estudo de Caso sobre as metodologias de formação de professores e de ensino desenvolvidas pelo Programa de Educação Ambiental Fruto da Terra, junto a 17 escolas de 1.º ao 5.º anos do ensino fundamental da rede pública municipal de Atibaia-SP, de 2003 a 2008. Como metodologia de formação de professores tem sido adotada a pesquisa participante, através da ação-reflexão-ação, realização de cursos e oficinas, estudos periódicos em HTPCs (Horário de Trabalho Pedagógico Coletivo) e produção de registro reflexivo para a ampla socialização de experiências de sucesso. Como metodologia de ensino a opção do Programa foi pela Pedagogia de Projetos como instrumento de educação ambiental. A concepção de educação adotada é a das correntes Humanista, Crítica e da Ecoeducação. No período estudado é possível constatar a transformação do fazer educativo de muitos educadores e a construção de uma postura profissional de produtores e disseminadores de conhecimento. Como um exemplo de prática pedagógica desenvolvida são apresentados dados do projeto Meio Ambiente: Uma questão de Educação, aplicado junto a uma quarta série do ensino fundamental.

 


Palavras-chave


Currículo local; Formação de professores; Pedagogia de projetos

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Alexandria: R. Educ. Ci. Tec., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1982-5153

Licença Creative Commons

Está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.