A filosofia mística e a doutrina newtoniana: uma discussão historiográfica

Thaís Cyrino de Mello Forato

Resumo


Este artigo apresenta um estudo SOBRE a história da ciência. Discute-se, por meio de um exemplo, a influência que o trabalho do historiador da ciência pode receber de sua concepção sobre a construção da ciência. Trata-se assim da historiografia, o modo como o especialista utiliza seus instrumentos metodológicos para escrever sobre a história da ciência. Analisamos o artigo “Newton e as flautas de Pã” (MCGUIRE e RATTANSI, 1966), que estuda a possível influência de conhecimentos da Antigüidade clássica na elaboração da doutrina newtoniana. Sem a pretensão de ser exaustivo, abordam-se apenas alguns aspectos historiográficos da história da ciência. Entendemos que conhecê-los pode contribuir para a utilização da história e filosofia da ciência no ensino de ciências, especialmente na formação inicial e continuada de professores.                                                                                                                          

Palavras-chave


Historiografia da história da ciência; Doutrina newtoniana; Filosofia mística

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/%25x

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Alexandria: R. Educ. Ci. Tec., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1982-5153

Licença Creative Commons

Está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.