A ciência reguladora e precaucionária na análise dos riscos tecnológicos

Carlos Silva de Jesus, Bruno Stefoni Böck, Álvaro Chrispino

Resumo


Este artigo discute a ciência reguladora e precaucionária à luz dos riscos tecnológicos, entendidos como resultado do desenvolvimento tecnocientífico na sociedade. Inicialmente é considerada a contextualização social da ciência e tecnologia e a caracterização da sociedade tecnocientífica. Segue-se a apreciação dos riscos tecnológicos para então expor o conceito de ciência reguladora, enfatizando sua contribuição na orientação das políticas de regulação em ciência e tecnologia. Evidenciado o princípioda precaução na essência da ciência precaucionária, destaca-se, finalmente, a contribuição da conjugação do modelo regulador e precaucionário para a análise e gestão dos riscos tecnológicos. Visando à área de educação o texto discute por fim os desafios da formação cidadã em C&T e os benefícios da admissão da temática nos currículos escolares


Palavras-chave


CTS; sociedade tecnocientífica; riscos tecnológicos; ciência reguladora; ciência precaucionária

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/%25x

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Alexandria: R. Educ. Ci. Tec., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1982-5153

Licença Creative Commons

Está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.