Os documentos governamentais brasileiros nas listas de referências de artigos sobre formação de professores na área de educação em ciências: uma análise das citações

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1982-5153.2021.e74115

Palavras-chave:

Análise de citação, Bibliometria, Meta pesquisa

Resumo

Esta pesquisa é consequência da expressiva presença de documentos governamentais em referências de artigos sobre formação de professores publicados na área brasileira de Educação em Ciências. A fim de obtermos respostas que ajudam a delinear os diferentes aspectos que envolvem essa presença e, assim, construirmos um conhecimento teórica e empiricamente fundamentado sobre o tema, a nossa pesquisa foi norteada pela seguinte. pergunta: O que indicadores analíticos de citação nos ajudam a entender quanto ao predomínio de documentos governamentais brasileiros em artigos sobre formação de professores na área de Educação em Ciências? A pesquisa foi subsidiada por técnicas e procedimentos metodológicos dos estudos denominados de análise de citação, que apresentam bases estatísticas e bibliométricas. O corpus foi constituído por cinco importantes periódicos brasileiros da área de Educação em Ciências. A pesquisa fez emergir alguns aspectos relevantes, dentre outros, que os documentos governamentais parecem ter uma ascendência de autoridade referencial junto a pesquisadores da área.

Biografia do Autor

Tamires Novais Gonsalves, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Licenciada em Pedagogia e Mestre em Educação Científica e Formação de Professores pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB).

Julio César Castilho Razera, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB).

Doutor em Educação para a Ciência pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Professor titular do Departamento de Ciências Biológicas (DCB). Docente credenciado no Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Formação de Professores (PPG/ECFP), da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). ORCID: 0000-0003-0547-7898.

Referências

AGRESTI, A.; FINLAY, B. Métodos estatísticos para as ciências sociais. 4. ed. Porto Alegre: Penso, 2012.

ALVARENGA, L. Definição de publicações oficiais. Revista da Escola de Biblioteconomia da UFMG, Belo Horizonte, v. 22, n. 2, p.213-238, 1993.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação, Rio de Janeiro, 2011.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 3.ed. Lisboa: Edições 70, 2004.

CAMARGO, B. V.; JUSTO, A. M. Tutorial para uso do software IRaMuTeQ. Florianópolis: Laboratório de Psicologia Social da Comunicação e Cognição / UFSC, 2018.

FERREIRA, A. B. H. Dicionário Aurélio Eletrônico: século XXI. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

GATTI, B. A. Estudos quantitativos em educação. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 1, p. 11-30, 2004.

GLÄNZEL, W.; SCHOEPFLIN, U. A bibliometric study of reference literature in the sciences and social sciences. Information Processing & Management, v. 35, p. 31-44, 1999.

JIMÉNEZ ALEIXANDRE, M. P.; GARCÍA-RODEJA GAYOSO, I. Hipótesis, citas, resultados: reflexiones sobre lacomunicación científica endidáctica de ciencias. Enseñanza de las Ciencias, v. 15, n. 1, p. 11-19, 1997.

KMETEUK FILHO, O. Pesquisa e análise estatística. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 2005.

MAIA, E. L. S. Comportamento bibliométrico na língua portuguesa, como veículo de representação da informação. Ciência da Informação, IBICT, v. 2, n. 2, p. 99-138. 1973.

MAROLDI, A. M. Estudos bibliométricos sobre educação indígena: frente de pesquisa, vida média e obsolescência da literatura citada em teses e dissertações. 2017. 205 f. Tese de Doutorado em Educação - UFSCar, São Carlos, 2017.

MATOS, E. B. S.; GÓIS, A. D.; NASU, V. H.; MURCIA, F. D-R. Estamos utilizando as referências adequadas? Comparação das citações utilizadas na literatura nacional e internacional sobre Leasing. Sociedade, Contabilidade e Gestão, v. 15, n. 1. 2020.

MONTEIRO, N. G. Publicação oficial: definição, características e abrangência. Revista de Biblioteconomia, Brasília, v. 17, n. 2, p. 143-154, 1989.

MORAVCSIK, M. J., & MURUGESAN, P. Some results on the function and quality of citations. Social Studies of Science, v. 5, p. 86-92, 1975.

MORAVCSIK, M. J. Citation context classification of a citation classic concerning citation context classification. Social Studies of Science, v. 18, p. 515-521, 1988.

NORONHA, D. P.; FERREIRA, S. M. S. P. Índices de citação. In: CAMPELLO, B. S.; CÉNDON, B. V.; KREMER, J. M. (Org.). Fontes de informação para pesquisadores e profissionais. Belo Horizonte: UFMG, 2003. p. 249-262.

RAZERA, J. C. C.; MATOS, C. M. S.; BASTOS, F. Um perfil métrico das pesquisas que destacam a formação de professores na área brasileira de educação em ciências. Investigações em Ensino de Ciências, v. 24, n.1, p. 200-222, 2019.

ROMANCINI, R. O que é uma citação? A análise de citações na ciência. Intexto, v. 2, n. 23, p. 20-35, 2010.

SILVEIRA, M. A. A.; BAZI, R. E. R. As referências nos estudos de citação apontamentos para uma discussão. Datagramazero – Revista de Ciência da Informação, v. 10, n. 4, 2009.

SILVEIRA, M. A. A.; CAREGNATO, S.E. Percurso histórico-epistemológico dos estudos de citação no Brasil. TransInformação, v. 29, p. 39-55, 2017.

SMITH, L. C. Citation analysis. Library Trends, p. 83-106, 1981.

SONG, Y.; MA, F.; YANG, S. Comparative study on the obsolescense of humanities and social sciences in China: under the new situation of web. Scientometrics, v. 102, p. 365-388, 2015.

SPINAK, E. Diccionario enciclopédico de bibliometría, cienciometría e informetría. Caracas: Unesco, 1996.

SPRINGER NATURE. Escrevendo um artigo para um periódico: título, resumo e palavras-chave. Springer Nature Switzerland. Disponível em: https://www.springer.com/br/authors-editors/authorandreviewertutorials/writing-a-journal-manuscript/title-abstract-and-keywords/12011956. Último acesso em: 01 mar. 2020.

THORNE, F. C. The citation index: another case of spurious validity. Journal of Clinical Psychology, v. 33, p. 1157-1161, 1977.

URBIZAGÁSTEGUI ALVARADO, R. Obsolescência da literatura sobre lei de Lotka. Revista de Ciência da Informação, v.10, n.1, 2009.

VERGUEIRO W. Publicações governamentais. In: CAMPELLO, B. S.; CÉNDON, B. V.; KREMER, J. M. (Orgs.). Fontes de informação para pesquisadores e profissionais. Belo Horizonte: UFMG, 2003. p. 111-119.

WEINSTOCK, M. Citation indexes. In: Encyclopedia of Library and Information Science. New York: Dekker, v. 5, 1971. p.16-40.

Arquivos adicionais

Publicado

2021-11-16

Edição

Seção

Artigos