O valor posicional no sistema de numeração decimal: um estudo com alunos dos anos iniciais do ensino fundamental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1982-5153.2021.e75571

Palavras-chave:

Valor posicional, Sistema de numeração decimal, Números naturais, Anos iniciais do ensino fundamental

Resumo

O presente artigo tem como objetivo apresentar resultados encontrados, ao longo de uma pesquisa de mestrado, a respeito dos conhecimentos mobilizados acerca do valor posicional no Sistema de Numeração Decimal (SND), por alunos de nove anos de idade. Como pressupostos teóricos, utilizamos as contribuições das pesquisas de Lerner e Sadovsky; Zunino e Brandt, que abordam a construção do valor posicional no SND por alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Baseados em uma metodologia qualitativa, aplicamos um instrumento composto por seis atividades. Os participantes mobilizaram conhecimentos relacionados à sequência numérica, aos critérios de comparação de Lerner e Sadovsky, ao valor posicional e à influência da numeração falada no registro escrito dos números. De acordo com as análises realizadas, podemos inferir que a construção do conhecimento sobre o valor posicional no SND é um processo longo e progressivo, não se resumindo a memorizar a sequência numérica.

Biografia do Autor

Aline Tafarelo Tracanella, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Mestra em Educação Matemática pela PUC-SP (2018). Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Nove de Julho (2010) e graduação em Matemática pelo Centro Universitário FIEO (2009). Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em ensino e aprendizagem. Atua como professora de Educação Básica, desde 2006. Trabalhou com Educação Infantil, com Ensino Fundamental I e II, na rede pública municipal de Ensino. Atualmente trabalha com alunos do Ensino Fundamental I, na prefeitura municipal de Barueri.

 

Barbara Lutaif Bianchini, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Possui graduação em Matemática - Licenciatura pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1978), graduação em Matemática Bacharelado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1978), graduação em Licenciatura Em Pedagogia pela Universidade de Franca (1988), mestrado em Educação Matemática pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1992) e doutorado em Educação (Psicologia da Educação) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2001). Atualmente é professor associado da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação algébrica, atuando principalmente nos seguintes temas: educação algébrica, educação matemática, álgebra linear, registros de representação semiótica e formação de professores.

Referências

BRANDT, C. F. Contribuições dos registros de representação semiótica na conceituação do sistema de numeração. Tese de Doutorado em Educação Científica e Tecnológica – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base nacional comum curricular. Brasília, DF, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Último acesso em: 19 jan. 2018.

BROUSSEAU, G. Introdução ao estudo das situações didáticas: conteúdos e métodos de ensino. São Paulo: Ática, 2008.

FAYOL, M. A criança e o número: da contagem à resolução de problemas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

KAMII, C. Aritmética: novas perspectivas: implicações na teoria de Piaget. Campinas, SP: Papirus, 1992.

KAMII, C. A criança e o número: implicações educacionais da teoria de Piaget para a atuação junto a escolares de 4 a 6 anos. 18 ed. Campinas, SP: Papirus, 1994.

LERNER, D.; SADOVSKY, P. O sistema de numeração: um problema didático. In: PARRA, C.; SAIZ, I (Org.). Didática da matemática: reflexões psicopedagógicas. Porto Alegre: Artmed, 1996.

SILVA, M. C. da. Reta graduada: um registro de representação dos números racionais. Dissertação de Mestrado Profissional em Ensino de Matemática – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.

TRACANELLA, A. T. O sistema de numeração decimal: um estudo sobre o valor posicional. Dissertação de Mestrado em Educação Matemática – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.

VALERA, A. R. Uso social e escolar dos números racionais: representação fracionária e decimal. Dissertação de Mestrado em Educação - Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Marília, 2003.

VIANNA, H. M. Pesquisa em educação: a observação. Brasília: Plano Editora, 2003.

ZUNINO, D. L. A matemática na escola: aqui e agora. 2 ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

Arquivos adicionais

Publicado

2021-11-16

Edição

Seção

Artigos