Um olhar sobre controvérsias nas publicações nacionais de ensino CTS pela análise de redes sociais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1982-5153.2021.e76883

Palavras-chave:

CTS, Controvérsia, Questões sociocientíficas, Análise de redes sociais

Resumo

O artigo resulta de busca sobre o tema controvérsia, utilizando-se como buscadores as palavras: “Controvérsia”, “Controvérsia Controlada”, e variações (“Controvérsias Sociocientíficas”, “Questões Sociocientíficas”), a partir do banco de dados do grupo de pesquisa CTS e Educação, do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET-RJ), que contém 375 artigos nacionais publicados entre os anos 1996 e 2018 em periódicos qualificados sobre CTS na área de Ensino. O objetivo foi relacionar os artigos que abordassem a temática e analisar as redes sociais formadas pelos parâmetros bibliográficos selecionados (autores, instituições, palavras-chave e referências mais citadas). Com um total de 34 artigos selecionados, utilizando o software Pajek, foi possível a construção de uma rede de palavras-chave, onde observamos forte relação da controvérsia com CTS e ensino de ciências, além da obtenção de métricas referentes à entrada de instituições e de autores nos trabalhos levantados, onde observamos certos autores como articuladores da comunicação entre diferentes instituições de pesquisa.

Biografia do Autor

Thiago Brañas de Melo, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca

Licenciatura em Matemática pela Universidade Federal de Viçosa, Mestre e Doutor em Ciência, Tecnologia e Educação pelo Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca e professor do Programa de Pós-graduação em Ciência, Tecnologia e Educação do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca.

Daniel Figueira de Aquino, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca

Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Cursando Mestrado em Ciência, Tecnologia e Educação no Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca.

Luis Gustavo Magro Dionysio, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca

Licenciatura em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Mestre em Ensino de Ciência pelo Instituto Federal do Rio de Janeiro.  Cursando Doutorado em Ciência, Tecnologia e Educação no Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca. Professor do Instituto Nacional de Educação de Surdos.

Nelson Luiz de Andrade Lima, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca

Engenheiro Civil pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e Mestre em Engenharia Civil pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Cursando Doutorado em Engenharia de Produção e Sistemas no Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca.

Cristiano da Silva Vidal, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca

Licenciatura em Física pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (2010), Mestre em Ciência, Tecnologia e Educação pelo Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (2016), professor da Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro.

Alvaro Chrispino, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca

Professor de Química. Mestre e Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor do Programa de Pós-graduação em Ciência, Tecnologia e Educação do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca.

Referências

ABREU, J. B.; STAUDT, M.; RIBEIRO, E. O. R.; FREITAS, N. M. S. AGROTÓXICO: USÁ-LOS OU NÃO? UM ESTUDO DE CASO NO ENSINO DE CIÊNCIAS.. Agrotóxico: usá-los ou não? Um estudo de caso no ensino de ciências. Revista ENCITEC, v. 5, n. 2, p. 19-34, 2016.

ALBUQUERQUE, M. B. O perfil dos estudos brasileiros sobre ciência, tecnologia e sociedade baseado nas publicações nacionais na área de ensino de ciências. 2018. 177f. Tese (Doutorado) – Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, Rio de Janeiro, 2018.

ARANGO, C.; PORRO, S. Dispositivos discursivos y formación docente. Su impacto en la construcción de la identidad de género en ámbitos escolares. Indagatio Didactica, v. 12, n. 3, p. 207-222, 2020.

ARAÚJO, R. F. Os grupos de pesquisa em ciências, tecnologia e sociedade no Brasil. Revista Brasileira de Ciências Tecnologia e Sociedade, v. 1, n. 1, p. 81-97, 2009.

ARAÚJO-QUEIROZ, M. B.; SILVA, R. L.; PRUDÊNCIO, C. A. V. Estudos CTS na educação científica: tendências e perspectivas da produção stricto sensu no Nordeste brasileiro. Revista Exitus, v. 8, n. 3, p. 310-339, 2018.

AULER, D.; DELIZOICOV, D. Alfabetização científico-tecnológica para quê?. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, v. 3, n. 2, p. 105-116, 2001.

BAZZO, W. A. A pertinência de abordagens CTS na Educação Tecnológica. Revista Iberoamericana de Educación, n. 28, p. 83-100, 2002.

BAZZO, W. PEREIRA, L. T. V.; BAZZO, J. L. S. Conversando sobre educação tecnológica. Florianópolis: Ed. UFSC, 2014.

BENNÀSSAR, A.; GARCÍA CARMONA, A.; VÁZQUEZ ALONSO, Á.; MANASSERO MAS, M. A.; FIGUEIREDO, M.; PAIXÃO, F. (coords.). Ciencia, tecnología y sociedad en Iberoamérica: Una evaluación de la comprensión de la naturaleza de ciencia y tecnología. Madrid: Centro de Altos Estudios Universitarios (CAEU) de la OEI. 2010. Disponível em: www.oei.es/salactsi/DOCUMENTO5vf.pdf. Acessado em: 31 de agosto de 2020.

BORGATTI, S. P.; BORGATTI, S. P., MEHRA, A., BRASS, D. J., LABIANCA, G.. Network analysis in the social sciences. Science, v. 323, n. 5916, p. 892-895, 2009.

BOUZON, J., BRANDÃO, J. B., DOS SANTOS, T.C.; CHRISPINO, A. O Ensino de Química no Ensino CTS Brasileiro: uma Revisão Bibliográfica de Publicações em Periódicos. Química Nova na Escola, v. 40, n.3, p. 214-225, 2018.

CAMPOS, M. M.; FERREIRA, D. T.; RIBEIRO, E, O, R.; FREITAS, N. M. S. A controvérsia da construção da usina hidrelétrica de Belo Monte: como se posicionam os alunos do ensino médio. Ensino de Ciências e Tecnologia em Revista, v. 3, n. 2, p. 47-65, 2013.

CHAVES, A. L. R. Abordagem CTS (ciência, tecnologia e sociedade) em sala de aula: uma alternativa didática. Temas & Conexões, n. 2, p 1-14, 2017.

CHRISPINO, A.. O uso do Enfoque CTS e controvérsias tecnocientíficas por professores do ensino médio: Um exemplo deda capacitação em serviço em grande escala. Enseñanza de Las Ciencias, v. extra, p. 914-918, 2013.

CHRISPINO, A. Introdução aos enfoques CTS (ciência, tecnologia e sociedade) na educação e no ensino. Madri: OEI, 2017. https://www.oei.es/historico/divulgacioncientifica/?Introducao-aos-Enfoques-CTS-Ciencia-Tecnologia-e-Sociedade-na-educacao-e-no

CHRISPINO, A.; LIMA, L.S.; ALBUQUERQUE, M.B.; FREITAS, A.C.C.; SILVA, M.A.F.B. A área CTS no Brasil vista como rede social: onde aprendemos. Ciência & Educação, v.19, n.2, p.455-479, 2013.

CUTCLIFFE, S. H. Ideas, Máquinas y valores. Los Estudios de Ciencia, Tecnología y Sociedad. Barcelona: Anthropos; México: UNAM, 2003.

DE NOOY, W.; MRVAR, A.; BATAGELJ, V. Exploratory social network analysis with Pajek: Revised and expanded edition for updated software. Cambridge University Press, 2018.

FREITAS, L. M.; GHEDIN, E. Pesquisas sobre estado da arte em CTS: análise comparativa com a produção em periódicos nacionais. Alexandria: Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, v. 8, n. 4, p 3-25, 2015.

FURTADO, B. A.; SAKOWSKI, P. A. M.; TÓVOLLI, M. H. Modelagem de sistemas complexos para políticas públicas. Brasília: IPEA, 2015. 436 p.

GORDILLO, M. M.; RAMÍREZ, R.A.; ÁLVAREZ, A.C.; GARCÍA, E.F.; GALBART, J.C.G.; PORTILLA, C.L.; MARCOS, M.R. Controversias tecnocientíficas. Diez casos simulados sobre ciencia, tecnología, sociedad y valores. Colección Educación en valores. OEI (Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciencia y la Cultura). Diciembre de 2006.

GORDILLO, M. M.; OSORIO, C. Educar para participar en ciencia y tecnología. Un proyecto para la difusión de la cultura científica. Revista iberoamericana de educación, n. 32, p. 165-210, 2003.

HARAWAY, Donna. Manifesto ciborgue: Ciência, tecnologia e feminismo-socialista no final do século XX. In: TADEU, Tomaz (org.) Antropologia do ciborgue: as vertigens do pós-humano. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009. p. 33-118.

HESS, D. E. Controversy in the Classroom The Democratic Power of Discussion. New York: Ed. Routledge, 2009.

LATOUR, B. Jamais fomos modernos. Editora 34, 1994.

LIMA, A.; MARTINS, I. As interfaces entre a abordagem CTS e as questões sociocientíficas nas pesquisas em educação em ciências. In: ATAS DO IX ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS. Águas de Lindóia-SP, 2013.

LIMA, L. F.; SANTOS, A. G. F.; D’ESCOFFIER, L. N.; SANTOS, T. C. CHRISPINO, A. A interdisciplinaridade em CTS: um estudo da produção científica para o ensino de ciências com análise bibliométrica e de redes. Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica, v.8, n.1, p. 20-54, 2018.

LINSINGEN, I. V.; PEREIRA, L. T. V.; BAZZO, W. A.; (Org.) Introdução aos estudos CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade). Cadernos de Ibero-América. Madrid: OEI, 2003. Disponível em: http://docente.ifrn.edu.br/albinonunes/disciplinas/ciencia-tecnologia-e-sociedade-especializacao-em-educacao/livro-introducao-aos-estudos-cts/view. Acesso em: 30 de agosto de 2019.

LOPES, N. C.; CARVALHO, W. L. P. Possibilidades e limitações da prática do professor na experiência com a temática energia e desenvolvimento humano no ensino de ciências. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 13, n. 2, p. 207-226, 2013.

MARIA, L. E.; SUTIL, N. Alfabetização científica e questões sociocientíficas: energia e gestão de resíduos em Curitiba e região metropolitana. Revista Ciências & Ideias, v. 7, n. 2, p. 1-20, 2016.

MARTELETO, Regina Maria. Análise de redes sociais-aplicação nos estudos de transferência da informação. Ciência da informação, v. 30, n. 1, p. 71-81, 2001.

MARTÍNEZ, L. P. F.; LOZANO, D. L. P. La emergencia de las cuestiones sociocientíficas en el enfoque CTSA. Góndola, vol.8, n. 1, p. 22–35, 2013.

MELO, T. B.; PONTES, F. C. D. C.; ALBUQUERQUE, M. B.; SILVA, M. A. F. B. e CHRISPINO, A. Os temas de pesquisa que orbitam o enfoque CTS: Uma análise de rede sobre a Produção Acadêmica Brasileira em Ensino. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 16, n. 3, p. 587-606, 2016.

OLIVEIRA, C. C. G. F. Perfil de estudos CTS no Brasil ilustrado pelas dissertações acadêmicas das áreas de ensino e educação: análises por meio de acoplamento de dados e de modelagem em grafos. 2020. Tese (Doutorado em Doutorado em Ciência, Tecnologia e Educação) - Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, 2020.

OSÓRIO, F. A. A. Os riscos socioambientais criados pelo hiperconsumo na sociedade moderna e seus reflexos sobre a desconstrução da cidadania ante a dessubjetivação do sujeito: a ideação da cidadania no estado democrático de direito para consolidar o direito fundamental ao meio ambiente. 2018. Dissertação de (Mestrado em Direito) – Centro de Ciências Jurídicas, Universidade de Caxias do Sul, Rio Grande do Sul.

PEDRETTI, E. Decision making and STS education: Exploring scientific knowledge and social responsibility in schools and science centers through an issues‐based approach. School Science and Mathematics, v. 99, n. 4, p. 174-181, 1999.

RATCLIFFE, M.; GRACE, M. Science education for citizenship: teaching socioscientific issues. Maidenhead: Open University Press, 2003.

RBECT. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, s.d. Políticas Editoriais. Disponível em: https://periodicos.utfpr.edu.br/rbect/about/editorialPolicies. Acessado em: 14 de julho de 2020.

REIS, P.; GALVÃO, C. Controvérsias sócio-científicas e prática pedagógica de jovens professores. Investigações em Ensino de Ciências, v. 10, n. 2, p. 131-160, 2005.

REIS, P.; TINOCA, L. A avaliação do impacto do projeto “We Act” nas percepções dos alunos acerca das suas competências de ação sociopolítica. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, v. 11, n. 2, p. 214-232, 2018.

ROCHA, M. L.; GONZALEZ, A. H. G.; BRUNO, N. V.; CHRISPINO, A. Representatividade da Biologia em CTS Por Meio de Análise por Redes Sociais. Revista Contexto & Educação, v. 32, n. 102, p. 81-99, 2017.

SAKOWSKI, P. A. M.; TÓVOLLI, M. H.. Perspectivas da complexidade para a educação no Brasil. In Furtado, B. A.; Sakowski, P. A. M.; Tóvolli, M. H. (editores). Modelagem de sistemas complexos para políticas públicas. Brasília: IPEA, 2015. 436 p.

SANTOS, M. E. V. M. Ciência como cultura: paradigmas e implicações epistemológicas na educação científica escolar. Química nova, v. 32, n. 2, p. 530-537, 2009.

SANTOS, W. L.; MORTIMER, E. F. Uma Análise de Pressupostos Teóricos da Abordagem CT-S (Ciência - Tecnologia - Sociedade) no Contexto da Educação Brasileira. Ensaio - Pesquisa em Educação em Ciências, v. 2 n. 2, 2002.

SOUSA, P. B.; GEHLEN, S. T. Questões sociocientíficas no ensino de ciências: algumas características das pesquisas brasileiras. Ensaio: Pesquisa em Educação em Ciências, v. 19, p.1-22, 2017.

STRIEDER, R.B.; SILVA, K.M.A, SOBRINHO, M.F.; SANTOS, W.L.P. A educação CTS possui respaldo em documentos oficiais brasileiros? ACTIO: Docência em Ciências, Curitiba, v. 1, n. 1, p. 87-107, 2016.

VASEN, F. Los sentidos de la relevancia en la política científica. Revista Iberoamericana de Ciencia, Tecnologia y Sociedad, v. 7, n. 19, 2011.

VIEIRA, K. R; BAZZO. W. A. Discussões acerca do aquecimento global: uma proposta CTS para abordar esse tema controverso em sala de aula. Ciência & Ensino, v. 1, número Especial, 2007. Disponível em: http://200.133.218.118:3535/ojs/index.php/cienciaeensino/issue/view/15. Acessado em: 10 de janeiro de 2020.

VIEIRA, R. M.; TENREIRO-VIEIRA, C. Fostering scientific literacy and critical thinking in elementary science education. International Journal of Science and Mathematics Education, v. 14, n. 4, p. 659-680, 2016.

ZAN, N.; MORGIL, İ.; SEÇKEN, N. The effects of science, technology, society, environment (STSE) interactions on teaching chemistry. Natural science, v. 2, n. 12, p. 1417, 2010.

ZEIDLER, D. L.; SADLER, T. D.; SIMMONS, M. L.; HOWES, E. V. Beyond STS: a research-based framework for socioscientific issues education. Science Education, USA, v. 89, n. 3, p. 357-377, 2005.

ZEIDLER, D. L.; NICHOLS, B. H. Socioscientific issues: Theory and practice. Journal of Elementary Science Education, v. 21, n. 2, p. 49, 2009.

Arquivos adicionais

Publicado

2021-11-16

Edição

Seção

Artigos