Assistência psiquiátrica mundo afora: práticas de resistência e garantia de direitos

Conteúdo do artigo principal

Luciane Prado Kantorski
Ana Paula Müller de Andrade

Resumo

Este trabalho visa discutir a garantia de direitos no âmbito de experiências mundiais de estratégias de enfrentamento do sofrimento psíquico, entendidas como práticas de resistência. Trata-se de um ensaio teórico sobre as experiências do Movimento de Ouvidores de Vozes, do Project Icarus e Freedom Center e do Diálogo Aberto. Conclui-se que o reconhecimento de tais experiências pode contribuir para a construção de outros discursos para o enfrentamento do sofrimento psíquico e a garantia da oferta de assistência psiquiátrica pautada nos direitos humanos.

Detalhes do artigo

Como Citar
KANTORSKI, . P.; DE ANDRADE, . P. M. Assistência psiquiátrica mundo afora: práticas de resistência e garantia de direitos. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental/Brazilian Journal of Mental Health, [S. l.], v. 9, n. 24, p. 50–72, 2017. DOI: 10.5007/cbsm.v9i24.69590. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/cbsm/article/view/69590. Acesso em: 6 dez. 2022.
Seção
3º Fórum de Direitos Humanos e Saúde Mental

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)